Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Política Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008, 09:27 - A | A

Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008, 09h:27 - A | A

Comissão discute demarcações de terras em MS

Da Redação (JG)

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) realiza audiência pública na quarta-feira (19) para discutir a demarcação de terras indígenas em Mato Grosso do Sul. Os deputados vão questionar o presidente da Fundação Nacional do Indio (Funai), Márcio Augusto Freitas de Meira, sobre portarias recentes daquele órgão que instituem grupos técnicos para identificar e delimitar terras indígenas supostamente pertencentes aos índios guaranis naquele estado. As áreas englobadas pelas portarias somam aproximadamente 7 milhões de hectares, abrangendo 26 municípios, localizados, em sua maioria, na fronteira com o Paraguai.

Na mesma audiência, o economista Norman Kalmus, vice-presidente do Instituto Brasileiro de Economia e Finanças (Ibecon), vai avaliar o impacto econômico das possíveis demarcações.

A suspensão das seis portarias da Funai foi proposta pelo deputado Dagoberto (PDT-MS), por meio do Projeto de Decreto Legislativo 797/08. Dagoberto argumenta que elas não atendem às normas do processo administrativo de demarcação das terras indígenas, previstas no Decreto 1.775/96, e violam a Lei 9.784/99, que regula o processo administrativo no âmbito da administração pública.

Ele diz que o processo de demarcação das terras indígenas deveria iniciar-se pela elaboração de laudo antropológico e pela identificação do grupo étnico que será beneficiado pelo processo de demarcação. Só após essa etapa é que a Funai poderia, segundo ele, instituir o grupo técnico especializado. A reunião será realizada às 9h30 no plenário 6 em Brasília. (Com informações da Agência Câmara)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS