Campo Grande 00:00:00 Terça-feira, 23 de Julho de 2024


Legislativo Sexta-feira, 01 de Março de 2024, 08:03 - A | A

Sexta-feira, 01 de Março de 2024, 08h:03 - A | A

Audiência Pública

Comissão é montada para acompanhar obras da reforma do Estádio Morenão

Parlamentares, dirigentes e representantes do governo do Estado discutiram o atraso na entrega pela FFMS

Rogério Vidmantas
Capital News

Anderson Ramos/Capital News

Audiência Morenão

Audiência reuniu deputados, dirigentes, cronistas esportivos e torcedores

O atraso nas obras de reforma e readequação do Estádio Morenão foi a pauta de audiência pública que aconteceu nesta quinta-feira (29), na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul. A proposta feita pelo deputado Pedrossian Neto (PSD) reuniu representantes do Governo do Estado, dirigentes e cronistas esportivos para discutir a situação do estádio, que não recebe partidas desde 2022.

“Que nós possamos encontrar uma solução conjunta para um problema que angustia a todos. Precisamos fazer uma discussão aprofundada sobre qual modelo de estádio nós queremos”, aponta o deputado.

Anderson Ramos/Capital News

Audiência Morenão

Público acompanhou as discussões no Plenário Júlio Maia

Em janeiro, o governador Eduardo Riedel disse ao presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Francisco Cezário, da intenção de solicitar à União que o Morenão fosse transferido para o Estado. Na audiência, o secretário de Infraestrutura do Estado, Hélio Peluffo, reafirmou o desejo de Riedel. “Desta forma, o Estado vai buscar no setor privado parceiros para reerguer o estádio”.

Cezário, inclusive, esteve presente na audiência, acompanhado pelo vice-presidente, Marco Tavares, e outros dirigentes, como o presidente do Operário FC, Nelson Antônio da Silva. A Associação de Cronistas Esportivos de Mato Grosso do Sul (Acems), foi representada, entre outros filiados, pelo vice-presidente, Thiago Lopes de Faria.

Anderson Ramos / Captial News

Obras no estádio Morenão - Banheiros revitalizados

Todo os banheiros das arquibancadas, cadeiras e vestiários dos atletas foram revitalizados

O Governo do Estado destinou, no início de 2023, recursos de aproximadamente R$ 9,4 milhões para as obras que são de responsabilidade da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O andamento dos trabalhos, porém, está muito aquém do esperado e o prazo de entrega, hoje, é indeterminado.

Uma comissão envolvendo representantes da Assembleia, dos cronistas esportivos, dos clubes, bem como a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul e torcedores, será criada a partir da nova licitação neste ano de 2024, para acompanhar a continuação das obras de reforma no estádio Pedro Pedrossian, em Campo Grande.

Anderson Ramos / Captial News

Obras no estádio Morenão - nova rampa de acesso

O estádio ganhou uma rampa de acesso dos atletas ao campo de futebol

Além dos já citados, participaram da audiência a presidente da Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura), Nilde Brun, secretário de Estado, de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Marcelo Miranda, o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Esportes de Mato Grosso do Sul), Herculano Borges, pró-reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Augusto Portela, vereador Otávio Trad (PSD), o Promotor público Luiz Eduardo Lemos de Almeida que é um dos grandes responsáveis por encontrar uma solução para as obras no estádio Pedro Pedrossian, além de torcedores e representantes de segmentos do esporte de MS.

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa do morenão, estádio Pedro Pedrossian

Estádio Pedro Pedrossian está interditado após o campeonto estadual de 2022

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS