Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 06 de Maio de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 11 de Abril de 2021, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Tatuagem capilar: moda que dominou as redes durante a pandemia

Por Aline Reis

Da coluna Moda e Beleza
Artigo de responsabilidade do autor

Tendência tenta repaginar estilo consagrado

iStock

ColunaModaEBeleza

Como fazer pão caseiro, exercícios para fazer em casa, aprender a tocar violão... Estes são apenas alguns dos assuntos mais buscados no Google durante 2020, quando a pandemia do novo coronavírus nos trancou em nossas casas e tivemos de aprender a viver longe de tudo. Mas nem por isso o mundo parou; a criatividade humana não tem limites e, mesmo nos momentos mais inimagináveis, continua a criar moda e ditar tendências.


Foi exatamente o que aconteceu com o fenômeno da tatuagem capilar (hair tattoo, termo original em inglês) nas redes sociais. Embora não seja inédito, fotos e vídeos sobre o tema viralizaram na internet ao longo do último ano e aguçaram a curiosidade dos usuários. Vale ressaltar que os salões de beleza tiveram de fechar as portas nos momentos mais críticos da pandemia, fazendo com que as pessoas buscassem conteúdo relacionado a como cortar e pintar o cabelo em casa, por exemplo.


A tatuagem capilar cria formas geométricas e desenhos no corte com os próprios fios, mas não é um procedimento definitivo. Geralmente, o cabelo é cortado à máquina, para dar destaque à forma criada, que pode, ainda, ter a adição de cores.


No mundo da moda, as tendências surgem, desaparecem e voltam em um piscar de olhos (vide o súbito sucesso da moda esportiva, em especial da calça jogger, durante o confinamento), e, neste caso, não é diferente. Há quem pense a tatuagem capilar como o retorno da estética punk surgida entre as décadas de 1970 e 80. O movimento punk surgiu primeiro como estilo musical e depois ganhou outros contornos, expressando um descontentamento geral com o estado das coisas.


Um dos traços mais marcantes do estilo punk é o corte moicano, onde a cabeça é raspada dos lados e o meio é deixado intacto. Este corte tem origem no povo indígena moicano dos Estados Unidos, que não se deixaram dominar pelos homens brancos que invadiram seu território. Os punks se apropriaram desta narrativa para expressar a sua própria luta contra o sistema a que se opunham.


Portanto, o estilo punk é carregado de significado – desde as jaquetas de couro preto com rebites, calças rasgadas, coturnos, piercings e correntes até o corte de cabelo revolucionário. Assim como a tatuagem capilar, com suas formas geométricas, esculturas e cores, é também uma forma de afirmar a sua identidade perante o mundo, mas de uma forma totalmente renovada, com um quê a mais de individualidade.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix