Domingo, 23 de Junho de 2024




Luis Fernando Buainain Sexta-feira, 18 de Março de 2011, 17:00 - A | A

Sexta-feira, 18 de Março de 2011, 17h:00 - A | A

Futuro promissor...

Luiz Fernando Buainain

Futuro promissor...

Conforme a consultoria GS&MD – Gouvêa de Souza, o ano de 2010 ficará marcado por uma conjunção virtuosa e histórica de fatores que colocou o varejo brasileiro como objeto de desejo da economia global. Confiança dos consumidores em níveis “nunca vistos na história desse país”. Desemprego muito baixo. Renda e crédito em alta. A ascensão das camadas populares ao universo do consumo.

A expectativa do “maior Natal da década” virou realidade em Campo Grande, com crescimento acima de 10% e a confirmação de um cenário positivo para o comércio varejista da Capital em 2011, abrindo a nova década com a mesma força de consumo. Em parceria com o governo do Estado e com a Prefeitura da Capital, com apoio da CDL e da FAEMS, a Associação Comercial realizou a campanha Natal Mágico, contribuindo para o incremento na arrecadação da administração pública no final do ano, confirmando que o setor representa mais de 60% do que o governo arrecada em Mato Grosso do Sul.

Nesse cenário com horizonte maravilhoso, alguns detalhes preocupam o setor empresarial: ainda temos a mais alta carga tributária do mundo e as taxas de juros reais mais elevadas do planeta. Além disso, o setor enfrenta a necessidade de mais investimentos em infraestrutura para permitir um crescimento sustentável da economia.

Os investimentos consolidados e os que estão em consolidação no comércio varejista de Campo Grande apontam para o fortalecimento do setor, com reflexos na manutenção de emprego e renda, criação de novos postos de trabalho e a expectativa de novos recordes no volume de vendas. Com a inauguração de dois novos shoppings e a abertura de outros empreendimentos de renome no cenário nacional, Campo Grande poderá ver em 2011 uma expansão de negócios jamais observada no setor produtivo local, encorada na estabilidade econômica vivida atualmente pelo país.

Com 3 mil associados e perspectivas positivas para um crescimento continuado, a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) atinge um patamar sem precedentes na história da entidade, ganhando status de legítima representante do setor produtivo junto aos poderes constituídos, consequência da excelência na prestação de serviços aos seus associados. Estamos encerrando em 2011 o sexto ano de administração em duas gestões da atual diretoria, consolidando um trabalho de fortalecimento da entidade com o desdobramento de um planejamento estratégico que conduziu a ACICG ao crescimento sustentado.

Comércio forte, ACICG representativa, setor produtivo em franca expansão. Este é o cenário da economia em Campo Grande e no Estado.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS