Campo Grande/MS, Domingo, 15 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019, 09h:10
Tamanho do texto A - A+

Semana inicia com nove projetos na Assembleia

Em discussão única está dois vetos de autoria do Poder Executivo

Elaine Silva
Capital News

Luciana Nassar/ALEMS

Assembléia

Projetos serão votados nesta terça-feira

Nesta terça-feira (3) os deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) devem votar em nove matéria e dois vetos do Poder Executivo. 

 

Em primeira discussão, o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 2/2019, de autoria dos deputados Zé Teixeira (DEM), 1º secretário da Casa de Leis e Coronel David (PSL). A PEC recebeu parecer favorável por maioria da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

 

A matéria, que altera o parágrafo 9º, do artigo 27 da Constituição Estadual, amplia a proibição de designação para função de confiança ou a nomeação para emprego ou cargo efetivo em comissão pessoas que pratiquem violência doméstica e familiar contra a mulher, contra a dignidade sexual de criança ou adolescente, e também de crime praticado contra o idoso, desde a condenação até o transcurso do prazo de oito anos após o cumprimento da pena.

 

Também de autoria do deputado Zé Teixeira, em redação final, deve ser analisado o Projeto de Lei 103/2018, que denomina Claudio Sabino Carvalho o trecho da Rodovia MS-141, dentro das limitações do município de Naviraí, a partir do Rio Curupaí.

 

Segunda discussão

Dois projetos de lei de autoria do deputado Evander Vendramini (PP) estão pautados para análise em segunda discussão. O Projeto de Lei 227/2019, que revoga as leis que especifica, compreendidas entre os anos de 1979 e 1984. A matéria, que recebeu parecer favorável por maioria da Comissão de Controle da Eficácia Legislativa e Legislação Participativa, tem o objetivo de retirar do ordenamento jurídico estadual aquelas que já estão em desuso ou que foram tacitamente revogadas, mas que, por essa condição, ainda trazem insegurança jurídica.

 

A outra matéria é o Projeto de Lei 248/2019, que inclui no Calendário Oficial de Eventos do Estado, o dia 13 de junho de cada ano, como o Dia do Padroeiro do município de Campo Grande, em comemoração ao dia de Santo Antônio de Pádua. O projeto recebeu parecer favorável por maioria da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia.

 

Também em segunda discussão está pautado o Projeto de Lei 199/2019, de autoria do deputado Antônio Vaz, que institui a Semana do Economista no Estado de Mato Grosso do Sul. A proposta recebeu o parecer favorável por unanimidade da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia; e o Projeto de Lei 219/2019, de autoria do deputado Lucas de Lima (Solidariedade), que institui a Semana Estadual de Conscientização, Prevenção e Combate à Prática de Queimadas Urbanas. A matéria recebeu parecer favorável por unanimidade das comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia.

 

Por fim, em segunda discussão, deve ser apreciado o Projeto de Lei 277/2019, de autoria do Poder Judiciário, que modifica e acrescenta dispositivos à Lei 1.511, de 5 de julho de 1994, que estabelece o Código de Organização e Divisão Judiciárias do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

Vetos

Em discussão única, dois vetos de autoria do Poder Executivo estão previstos para análise dos parlamentares, segundo a assessoria. O Processo 172/2018, traz o veto parcial ao Projeto de Lei 130/2018, de autoria do deputado Pedro Kemp (PT), que dispõe sobre a proibição de fornecimento de canudos confeccionados em material plástico, em âmbito estadual. A CCJR emitiu parecer favorável por unanimidade à manutenção do veto.

 

Já o Processo 127/2019 do Poder Executivo, traz o veto total ao Projeto de Lei 104/2019, de autoria do deputado Pedro Kemp, que altera dispositivos da Lei 3.530, de 24 de junho de 2008, que dispõe sobre prioridade de atendimento às pessoas que especifica. Em relação à esse veto, o parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação foi unânime pela rejeição do mesmo.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix