Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Política Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008, 07:53 - A | A

Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008, 07h:53 - A | A

PSDB articula ações para fortalecimento da sigla em MS

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

Com muita cautela, durante a reunião realizada na manhã de domingo em sua sede, membrtos do PSDB fizeram uma avaliação sobre a atual conjuntura política, a atuação do partido nas eleições, as possibilidades de alianças para 2010 e como esperam que os filiados auxiliem na preparação do partido para os próximos projetos.

Para o vereador Cristóvão Silveira a ampliação da participação tucana na Câmara de Campo Grande, e a quantidade de votos conquistada no total pelos candidatos do PSDB, mostram que o partido está no caminho certo.

Segundo o ex-deputado federal Ruben Figueiró o partido deve se preparar para deixar de ser coadjuvante em algumas instâncias do poder no Estado por entender que tem ótimos quadros e está extremamente fortalecido.

O Presidente da sigla no Mato Grosso do Sul, deputado Estadual Reinaldo Azambuja, pontuou as inúmeras possibilidades para 2010 - frisando sempre que o partido tem como meta a aliança com o PMDB mas, que deve, ao mesmo tempo, se preparar para disputar o Governo do Estado, por que existe a possibilidade de uma aliança nacional do PMDB com o PT.

Considerando a ótima atuação dos tucanos nos municípios, Azambuja comentou a aliança já consagrada entre PSDB, PPS e DEM e disse ser provável que junto com estes partidos, o PSDB alce vôos mais altos no próximo pleito.

Azambuja ainda falou sobre a eleição da mesa da Câmara de Campo Grande, reafirmando que a cúpula apóia o vereador Silveira para a presidência e irá trabalhar na viabilização de seu nome.

A Senadora Marisa Serrano fez uma leitura sobre as movimentações a nível nacional, destacando que em conversa recente com o Governador de São Paulo, José Serra, e depois com o Governador de Minas, Aécio Neves, garantiu-lhes que em Mato Grosso do Sul, esgotadas as possibilidades de aliança com o PMDB qualquer um que se viabilizar candidato a presidência terá palanque.

A candidatura própria é defendida por grande parte da cúpula, que comenta o tema com cautela, observando em todos os comentários que tudo depende de como irá se comportar o PMDB em relação ao PT. (Assessoria)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS