Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Meio Ambiente Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008, 14:36 - A | A

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008, 14h:36 - A | A

Investimentos em turismo unem visão de futuro ao resgate do passado

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O sinal verde para a construção do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), em Corumbá, garantido ontem (25) durante solenidade de governo, une o resgate do passado e das tradições da cidade a uma aposta em novos serviços e destinos da capital do Pantanal.

O primeiro passo de um projeto maior, a construção do CAT também integra os projetos de revitalização da Estrada Parque, que receberá nova sinalização, a construção de um Portal e a recuperação do Posto Telegráfico (Guarda-Fios) Marechal Rondon. Os investimentos somam R$ 827.997,88.

Com 120 quilômetros de extensão, a Estrada Parque (MS-184) é uma área de especial interesse turístico. Possui cerca de 70 pontes - entre elas a transposição de balsa do Rio Paraguai - e ao longo de seu percurso estão distribuídos diversos hotéis e pousadas que oferecem opções de pesca, passeios de barco e de observação e conservação da natureza, além de sítios arqueológicos.

Ao longo da estrada, dois destinos se completam. O Centro de Atendimento ao Turista, no entroncamento com a BR-262, no Buraco das Piranhas, é a aposta no futuro. Já o “guarda fio”, um histórico prédio edificado pelo sertanista Marechal Rondon em 1903, às margens do Rio Paraguai, um pouco mais à frente, no Porto da Manga, representa a valorização do passado da Capital do Pantanal.

O projeto de recuperação do antigo prédio de alvenaria prevê sua transformação em museu. Ele integrava a linha telegráfica, finalizada em 1906 pelo Marechal Cândido Mariano Rondon. O local era, na verdade, um posto técnico, e não um posto telegráfico, mas através do antigo prédio eram estabelecidas as ligações de Corumbá e Cuiabá com o Paraguai e a Bolívia.

Com a concretização do projeto, o Estado visa promover e melhorar o patrimônio cultural e ecológico da Estrada Parque, melhorando as condições de controle de visitantes na região, priorizando a preservação e incentivando o ecoturismo em nível internacional.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS