Campo Grande Segunda-feira, 24 de Junho de 2024




Meio Ambiente Terça-feira, 18 de Julho de 2023, 08:34 - A | A

Terça-feira, 18 de Julho de 2023, 08h:34 - A | A

Estiagem

Suspensão de licenças: Mato Grosso do Sul se prepara para temporada de incêndios

Decisão do órgão ambiental visa prevenir incêndios no Estado durante o trimestre de julho a setembro

Odirley Deotti
Capital News

Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas

SEMEA emite alerta sobre queimadas neste período de estiagem em Três Lagoas

Época de seca e ventos é favorável aos incêndios no Estado

O Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) tomou uma importante medida para prevenir incêndios florestais no Estado. O órgão suspendeu, por meio da Portaria nº 1.281, a emissão de novas autorizações para queima controlada e tornou sem efeito as autorizações emitidas e não executadas até o momento. A decisão se baseia em uma nota técnica do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), que analisou as condições meteorológicas e os focos de calor previstos para os meses de julho, agosto e setembro.

A suspensão das atividades com uso do fogo foi estabelecida até o final do ano, visando evitar a ocorrência de incêndios florestais. Segundo o secretário da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), Jaime Verruck, a decisão foi tomada com base em critérios técnicos e busca prevenir o risco de queimas descontroladas numa época em que são muitos os incêndios por conta do clima seco.

O Governo do Estado tem se dedicado intensamente à prevenção de incêndios florestais, mobilizando diversos órgãos e entidades. Foram promovidas campanhas de conscientização em parceria com a Reflore e o trabalho conjunto com o Ibama para prevenir incêndios no Pantanal. O PrevFogo também destacou uma equipe de brigadistas em Corumbá para fortalecer esses esforços.

Silas Ismael

Projeto piloto avalia aspectos da queimada controlada na pecuária pantaneira

Queimadas controladas estão suspensas em MS

A medida da Portaria preserva apenas as autorizações para treinamento do Manejo Integrado do Fogo (MIF), uma importante ferramenta de prevenção, pioneira em Mato Grosso do Sul. O MIF permite o uso controlado do fogo, garantindo a segurança dos animais na área a ser queimada.

Além disso, está prevista a edição de um decreto de emergência ambiental em relação às queimadas. Porém, o secretário Verruck ressalta que o combate aos incêndios florestais é responsabilidade de todos, não apenas do Governo. Os proprietários rurais também têm um papel fundamental na prevenção, sendo necessário manter os aceiros em suas propriedades para evitar a propagação do fogo e agir rapidamente caso surjam focos de calor para que não se tornem incontroláveis.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS