Campo Grande 00:00:00 Terça-feira, 23 de Julho de 2024


Esporte Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 17:12 - A | A

Terça-feira, 21 de Maio de 2024, 17h:12 - A | A

Xadrez

Enxadristas representam Mato Grosso do Sul em competição nacional de base em Natal

Os três melhores de cada categoria garantem classificação para o Festival Pan-Americano, em Orlando (EUA)

Vivianne Nunes
Capital News

Arquivo/Fundesporte

Enxadristas representam MS em competição nacional de base em Natal

Os três melhores de cada categoria garantem classificação para o Festival Pan-Americano, em Orlando (EUA)

Enxadristas do projeto "Xadrez do Futuro", parte do Programa MS Desporto Escolar (Prodesc), vinculado à Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), competiram no Festival Nacional da Criança (Fenac) e no Festival Nacional da Juventude e Juvenil (Fenaj) em Natal (RN). A competição reuniu mais de 300 participantes de 22 estados, com idades entre seis e 20 anos.

O campeonato brasileiro de base é dividido em duas partes: o Fenac, que abrange as categorias sub-6, sub-8, sub-10 e sub-12, e o Fenaj, que vai do sub-14 ao sub-20. Foram disputados ritmos blitz, rápido e clássico. Com 314 inscritos no total, a delegação sul-mato-grossense foi a sétima maior, com 15 atletas.

Os três melhores de cada categoria garantem classificação para o Festival Pan-Americano, em Orlando (EUA), de 14 a 20 de julho; o campeonato Sul-Americano, no Uruguai, de 1º a 13 de dezembro; e as duas etapas do Mundial, a primeira em Florianópolis e a segunda na Itália, em outubro e novembro.

Na categoria sub-16 absoluto, Arthur Neres terminou em quinto lugar e Jamilly Maciel conquistou a medalha de prata, ambos no ritmo blitz. Mariana Yassuda será representante do estado no Campeonato Mundial, após ser campeã no ritmo clássico, assegurando também o título de Mestre Nacional (MN) e vagas para o Pan-Americano e Mundial.

Jamilly Maciel, de 15 anos, joga xadrez desde os seis anos e é de Corumbá. Ela destaca a importância do Prodesc em sua jornada:

“Eu sempre tive muita dificuldade em participar de torneios, porque eu moro em uma cidade muito pequena que fica longe da maioria das cidades que tem torneio. O Prodesc tem sido muito importante, pois me auxilia a participar dos torneios fora do estado e também ajuda a me preparar para eles. Minha expectativa para o futuro é poder representar o Prodesc, não só fora do estado, mas também fora do Brasil, mostrando a força do xadrez sul-mato-grossense”, ressalta a enxadrista.

Arthur Neres, natural de Três Lagoas e participante do projeto esportivo escolar, é beneficiário do programa Bolsa Atleta do Governo de Mato Grosso do Sul. Seus resultados inspiraram outros estudantes a praticarem o esporte:

“Eu represento o Mato Grosso do Sul em várias competições fora do estado e sou muito feliz, grato por poder representar o meu estado. Eu estudo em escola estadual e faço parte do programa Prodesc e foi onde tudo começou, meus primeiros torneios foram pelo Prodesc”, frisa Arthur.

Marcelo Simões, professor supervisor do projeto Xadrez do Futuro, comentou sobre os esforços para fomentar a modalidade no estado desde 2021:

“Em 2021 eu criei o projeto xadrez do futuro, com o objetivo de nortear todas as ações do Prodesc relacionadas ao xadrez. Hoje os nossos atletas do Prodesc já participaram de competições nacionais e internacionais, como o sul-americano e o pan-americano. E, em todas as competições, nós conseguimos resultados extremamente positivos com os nossos atletas. Então, eu penso que para o futuro queremos descobrir novos talentos e os capacitar da melhor forma”, destaca o professor de Educação Física Marcelo Simões.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS