Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Economia Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008, 16:07 - A | A

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008, 16h:07 - A | A

Variação de preços de produtos de Natal chega a 130%

Jefferson Gonçalves - Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O Procon divulgou hoje os resultados da segunda pesquisa dos preços dos produtos de Natal na capital. De acordo com a pesquisa, a variação dos preços chega a 130%. Foram pesquisados entre segunda (15) e terça-feira (16), 246 itens, em seis estabelecimentos da Capital. Produtos como aves congeladas (peru, tender), panetone, suínos, refrigerantes, bebidas alcoólicas e outras iguarias típicas dessa época do ano foram analisados pelos técnicos do Procon.

Entre as maiores variações registradas, uma marca de vinho varia em até 130% os preços. A castanha do pará (o quilo a granel) varia 82% nos supermercados de Campo Grande. Um dos produtos mais consumidos, o panetone, tem o preço alterado em até 72%. E a uva passa sem semente clara (o quilo a granel), modifica em 70% o preço ao consumidor. Mesmo com os valores altos, a pesquisa do Procon apontou queda de 12,22% nos preços entre a pesquisa feita esta semana e a primeira, realizada nos dias 1° e 2 de dezembro.

“Isso é reflexo do comportamento do comerciante. Ao ver que seus estoques continuam cheios, o comerciante acaba reduzindo os preços para conseguir aumentar as vendas e reduzir a concorrência. Além disso, a queda de 12% é um sinal de como a pesquisa pode ser utilizada no combate à inflação”, comenta Lamartine Ribeiro, superintendente do Procon.  Na primeira pesquisa, a maior variação de preços chegava a 145%. A orientação do Procon é fazer pesquisa e forçar descontos, para garantir uma ceia mais farta.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS