Campo Grande Sábado, 18 de Maio de 2024



Economia Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008, 14:16 - A | A

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008, 14h:16 - A | A

IBGE: 32% das empresas criadas entre 2000 e 2006 sobreviveram

Da Redação (JG)

A pesquisa Demografia das Empresas 2006, divulgada hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que entre 2000 e 2006 foram criadas, por ano, 726,6 mil empresas, enquanto 493,8 mil foram extintas. O saldo médio anual de empresas sobreviventes foi de 233 mil, o equivalente a 32,07% do total de novos estabelecimentos.

O crescimento médio anual foi de 5,7% no total de empresas ativas no período. Em 2006, havia pouco mais de 5 milhões de empresas ativas no país.

Segundo o relatório, o aumento do número de empresas em 2001 foi resultado tanto do maior número de entradas de empresas do período analisado (829.302) como do mais baixo número de saídas (330.276). Já o baixo crescimento observado em 2006 resultou das entradas abaixo da média (710.868), com o maior número de saídas do período (664.489).

O estudo mostra ainda que a taxa média de entrada de empresas no mercado, entre 2000 e 2006, foi de 16,9%, enquanto a de saída foi de 11,2%.

As atividades relacionadas à agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal, pesca e serviços representaram as maiores taxas de entrada de empresas. As menores foram registradas nas atividades industriais.

A pesquisa do IBGE mostra também que as empresas criadas entre 2001 e 2006 foram responsáveis por 46,5% do emprego formal em empresas no ano.

De cada dez empregos formais criados pelas empresas novas (com até cinco anos de existência), entre 2000 e 2006, em média, quatro foram no comércio, três nos setor de serviços e três na indústria. Em média, cinco vagas foram criadas em microempresas, três em pequenas, um em médias e um em grandes.

O estudo analisou 5,1 milhões de estabelecimentos das 5,7 milhões de empresas e outras organizações ativas no Cadastro Central de Empresas 2006. (Agência Brasil)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS