Campo Grande 00:00:00 Domingo, 21 de Julho de 2024


Economia Segunda-feira, 01 de Dezembro de 2008, 08:10 - A | A

Segunda-feira, 01 de Dezembro de 2008, 08h:10 - A | A

Dourados ainda tem a gasolina mais cara do Estado

Da redação (LM)

Dourados continua liderando o ranking da gasolina mais cara em Mato Grosso do Sul, segundo levantamento realizado entre os dias 16 e 22 de novembro pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

De acordo com a pesquisa, a gasolina registra variação de preços numa média de 12,46%. Em Dourados o combustível é comercializado no valor máximo de R$ 2,879. O preço mais caro do Estado, seguido das cidades de Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã, onde o valor máximo é de R$ 2,840.

Campo Grande aparece com a gasolina mais barata do Mato Grosso do Sul. Segundo o prognóstico, na Capital o combustível é comercializado pelo preço mínimo de R$ 2,560. A pesquisa aponta ainda que de outubro a novembro a variação nos preços em Dourados foi de 53%, ou seja, de R$ 1,889, o valor médio comercializado passou a ser R$ 2,835 na segunda pesquisa. Em todo o Estado, o acumulado do preço da gasolina se mantém estável nos últimos quatro meses, com pequenas oscilações.

A diferença no preço médio de Dourados para Corumbá, segundo do ranking dos mais caros é de R$ 0,35. No mesmo período do ano passado, Dourados competia de igual para igual, na comercialização da gasolina, no entanto, apenas o município saiu disparado e manteve a alta do combustível.

Na época o valor era compatível com Corumbá, Nova Andradina, Ponta Porã e Paranaíba, municípios que fazem fronteira com outros países ou estados vizinhos de Mato Grosso do Sul. O valor era comercializado na média de R$ 2,785.

A localização geográfica de Dourados foi apontada como uma das possíveis causas para a cidade vender a gasolina mais cara do Estado. Cerca de 90% do combustível que abastece os postos de Mato Grosso do Sul são de distribuidoras de Campo Grande que buscam o produto em refinarias paulistas.

Orçamento

O relatório apontou ainda que o menor preço do álcool, verificado na Capital, é R$ 1,590, e o maior, encontrado em Ponta Porã, é R$ 1,959, numa variação de 23,20% nos postos do Estado. No total, a diferença absoluta foi de 0,37. A variação de preços do diesel também aumentou, chegando a quase dois pontos percentuais nas últimas semanas. No início de novembro, a variação era de 12% e passou, na semana passada, para 14,47%. Isso se deve ao aumento do preço do produto em Coxim (R$ 2,460). Campo Grande tem o diesel mais barato, de R$ 2,149. (Dourados Agora)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS