Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2015, 12h:38
Tamanho do texto A - A+

Câmara de Vereadores aprova por unanimidade abertura de Comissão Processante

Melissa Schmidt e Alberto Gonçalves
Capital News

Deurico/Capital News

Câmara de Vereadores aprova por unanimidade abertura de Comissão Processante

Manifestantes a favor e contra o Prefeito Gilmar Olarte lotam sessão desta quinta-feira (13)

No fim da manhã, um oficial de Justiça foi até a Câmara de Vereadores de Campo Grande e notificou o presidente da casa, Mário Cesar (PMDB), sobre a decisão do TJ (Tribunal de Justiça) de acatar denúncia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro contra o prefeito. Poucos antes, por unanimidade, todos os vereadores que estão na sessão nesta quinta-feira (13) aprovaram que o prefeito Gilmar Olarte (PP) seja investigado pela Casa de Leis por meio de comissão processante.

 

 Saiba mais
  Definidos três vereadores que farão parte da Comissão Processante contra Olarte
  População acompanha destino de Olarte e “apoiadores e oposição” dividem plenário da Câmara
  Olarte diz não temer Comissão Processante e quer provar que não cometeu crime algum

 
Porém, os vereadores aliados derrotaram a oposição e descartaram fazer uma única votação, que  ampliaria o número de infrações contra o prefeito, agora eles estão votando os itens separados. Todos votaram a favor do primeiro item, que pede a abertura da processante em razão da decisão do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso Sul) de acatar o líder do executivo municipal como um dos réus da investigação conduzida pelo Gaeco por corrupção e lavagem de dinheiro.

 

Agora, eles seguem votando outros itens: descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê um percentual mínimo de gasto com pessoa; excesso de cargos comissionados criados na atual gestão; não cumprimento da Lei da Ficha Limpa na nomeação de comissionados; não cumprimento da lei municipal que prevê o pagamento do piso nacional de 20 horas aos professores; uso do jatinho particular de João Baird e João Amorim (dono da Proteco) em uma viagem oficial à Brasília.

A denúncia, contendo o pedido de abertura de Comissão Processante, foi protocolada pelos vereadores Marcos Alex (PT), Thais Helena (PT) e Luiza Ribeiro (PPS), que ficaram impedido.

 

 Saiba mais
  Defesa de Olarte vai entrar no STJ para anular investigação do MPE
  Relator do TJMS manda Câmara cumprir Lei Orgânica e afastar prefeito Gilmar Olarte
  Oposição quer Decreto Legislativo para afastar Olarte da Prefeitura de Campo Grande
  TJMS aceita denúncia e Gilmar Olarte se torna réu por corrupção passiva

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix