Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 16 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 13h:39
Tamanho do texto A - A+

Reinaugura Unidade de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes

O atendimento garante proteção humanizada

Laryssa Maier
Especial Capital News

Divulgação/ PMCG

abrigo

A unidade conta com uma enfermeira que executa plantão de segunda a sexta afim de acompanhar os cuidados básicos e administração dos medicamentos.

Reinaugurada nesta quarta-feira a Unidade de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes, implementada em 1º de janeiro de 2017. Conhecida na rede por UAICA

 

Um espaço bem maior, o local que antes atendia até 20 bebês de 0 a 3 anos e 11 meses, de ambos os sexos, agora poderá atender até 35 bebês que sofreram algum tipo de violação de direitos ou necessitem de proteção imediata.

 

As crianças que precisam ser afastadas do convívio familiar por ameaça ou violação de direitos, e conforme o ECA – Estatuto da Criança e Adolescente, são encaminhadas pela justiça para tutela do Município, não sofrendo mais impacto negativo de saírem de um lar direto para uma instituição.

 

“Elas vão para as UAICA´s, onde encontram uma rotina normal de uma casa. Não existe aquela quebra de rotina. Para isso, além da estrutura física ser montada neste sentido, existem treinamentos permanentes da equipe multidisciplinar que acolhe essas crianças, de maneira que elas, ao retornarem para suas famílias ou irem para um lar substituto, não sofram impacto durante todo o processo, que sabemos o quanto é delicado”, declarou o secretário José Mário Antunes.

 

O evento contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad, do secretário municipal de Assistência Social, José Mario Antunes, da defensora Débora Maria de Souza Paulino – coordenadora do Núcleo Institucional de promoção e defesa dos direitos da criança e adolescente, e outras autoridades.

 

“Estamos reinaugurando a Nova Unidade de Atendimento Infantil. Quero agradecer a Deus, ao Ministério Público, e ao Poder Judiciário. Todos unidos, porque assim é que se faz uma cidade e uma sociedade mais justa. Aqui estão todos os funcionários para recepcionar e acolher as crianças que sofreram violações”, afirmou o prefeito.

 

Divulgação/ PMCG

Reinaugura Unidade de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes

As crianças que precisam ser afastadas do convívio familiar por ameaça ou violação de direitos, e conforme o ECA.

O atendimento se dá de modo incessante, 24 horas por dia, segundo assessoria, tem funcionários em regime de plantão, que visa promover a proteção integral dos acolhidos, dispensando todo o cuidado e apoio ao desenvolvimento, tão importantes nesta faixa etária. Também é efetivado o direito a convivência familiar, buscando a reintegração familiar na família de origem, família extensa ou colocação em família substituta.

 

A capital sul-mato-grossense é destaque nacional, uma vez que atraiu representantes do Ministério da Cidadania, que estiveram na cidade em maio deste ano para conhecer a metodologia aplicada por meio do Programa Criança Feliz, na unidade que acolhe os bebês.

 

Campo Grande conta com  quatro Unidade de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes, sendo 1 para bebês de 0 a 3 anos e 11 meses, 1 para crianças de 4 a 11 anos e 11 meses e 2 para adolescentes de 12 a 17 anos e 11 meses, uma masculina e uma feminina. Totalizando 76 crianças acolhidas, até o momento.

 

O imóvel tornou-se insuficiente, para comportar e suprir todas as necessidades, foi então que no intuito de proporcionar adequações de espaços, a fim de torná-los cada vez mais propícios ao desenvolvimento dos usuários e ao funcionamento da rede de acolhimento, a SAS promoveu a mudança para esta nova casa com estrutura de maior espaço, acesso à natureza, espaços próprios para as atividades, parquinho para as crianças, além da possibilidade de organização dos dormitórios.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix