Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 02 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quarta-Feira, 20 de Outubro de 2021, 15h:25
Tamanho do texto A - A+

Manejo de pastagens controla invasoras e aumenta volume na produção forrageiras

As técnicas apresentadas são da Senar-MS para obter resultados na produtividade

Marina Romualdo
Capital News

Divulgação/Famasul

Manejo de pastagens controla invasoras e aumenta volume na produção forrageiras

Técnicas apresentadas são da Senar-MS para obter resultados na produtividade

Live do Dia do Campo de Bovinocultura de Corte nesta quarta-feira, 20 de Outubro, teve como tema a identificação da capacidade operacional da propriedade rural e fazer o manejo adequado são os principais desafios para eliminar plantas daninhas e aumentar a produtividade. 

 

A análise é como a fertilidade do solo, qualidade das pastagens, identificação e estágio das invasoras. "Quando se reforma a pastagem, existe um banco de sementes de plantas daninhas. Sem o controle inicial, uma nova infestação de invasoras pode acontecer e pode comprometer em até 40% a produção da massa forrageira”, é a orientação do técnico de campo, Luiz Carlos Pereira.

 

De acordo com a Famasul, outras informações como a disponibilidade de máquinas e equipamentos, tratores, mão de obra qualificada, controle e custos estimados também podem nortear as próximas etapas no processo de transformação da propriedade. 

 

Quando a Assistência Técnica e Gerencial do Senar de Mato Grosso do Sul chega na propriedade atendida pelo programa, o profissional da área faz diagnóstico detalhado, identificando os gargalos que impedem a melhora na produtividade e as potencialidades para alavancar a atividade.

 

O portfólio de cursos de Formação Profissional Rural do Senar-MS, oferece capacitações gratuitas, com carga horária de 24 horas, na área de Manejo de Pastagens e Recuperação de Pastagens Degradadas, entre outros. Caso tenha interesse em receber a equipe técnica na propriedade, basta procurar o Sindicato Rural do seu município.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix