Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 06 de Maio de 2015, 13h:17
Tamanho do texto A - A+

Vereadores de Ribas do Rio Pardo são cassados

Eles foram acusados de crimes de improbidade administrativa, peculato, falsidade ideológica e corrupção passiva

Melissa Schmidt
Capital News

site Perfil News

Vereadores de Ribas do Rio Pardo são cassados

 

A Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo, cidade a 103 quilômetros da capital, cassou os mandatos de dois vereadores da cidade, Cláudio Roberto Siqueira Lins (PT do B) - pastor e ex-carvoeiro -, e Fabiano Duarte da Silva (SSD). A decisão foi unânime.


Os vereadores foram acusados de crimes de improbidade administrativa, peculato, falsidade ideológica e corrupção passiva.


Fabiano Duarte da Silva foi dos mais votados nas eleições municipais. Antes de ser cassado, Duarte usou a tribuna para se defender e fazer acusações aos demais vereadores eleitos em 2012. Ele também criticou os suplentes que estavam presentes na sessão extraordinária.

Os parlamentares que votaram nesta terça-feira foram: Tiene Delvalles (PSDC), Barto Pacheco (PTB), Douglas Silva (PV) e Nayara Pereira (PR), como vereadores suplentes convocados. Já os vereadores Sebastião Roberto Collis (PMDB), Sidinei Fontebasse (PSD), Joaquim dos Santos (DEM), Adão Coene (PMDB), Roseli Codognatto (PPS) e Luiz Antônio (PSB).


CASO
Oito vereadores foram afastados em novembro de 2014 pelo juiz da comarca do município, acusados de fraudarem licitações e forjarem documentos para o recebimento de diárias no escândalo que ficou nacionalmente conhecido como “a farra das diárias’. O restante dos acusados serão julgados nos próximos dias.


O vereador Adalberto Alexandre Domingues, conhecido como Betinho, ex-presidente da Câmara e afastado diante da acusação, renunciou ao mandato em fevereiro.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix