Campo Grande 00:00:00 Quinta-feira, 25 de Julho de 2024


Política Terça-feira, 30 de Maio de 2023, 07:17 - A | A

Terça-feira, 30 de Maio de 2023, 07h:17 - A | A

América do Sul

Lula recebe presidentes da América do Sul para encontro de cúpula em Brasília

Nicolás Maduro, da Venezuela, foi o primeiro a chegar e teve reunião privada com o presidente brasileiro

Rogério Vidmantas
Capital News

Antônio Cruz/Agência Brasil

Lula

Presidentes Lula e Nicolás Maduro se encontraram nesta segunda-feira em Brasília

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva recebe, nesta terça-feira (30), presidentes de outros países da América do Sul para um encontro de cúpula no Palácio do Itamaraty. Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, chegou ao país nesta segunda (29) e participou de reuniões bilaterais com o presidente brasileiro. A vinda do chefe do Executivo venezuelano chamou atenção por ser a primeira viagem dele à Brasília em quase oito anos e também após ser revogada a proibição que havia sido imposta pelo ex-presidente, Jair Bolsonaro, de sua entrada ao país.

 

Além do anfitrião brasileiro e do venezuelano, participam os presidentes Alberto Fernández (Argentina), Luís Arce (Bolívia), Gabriel Boric (Chile), Gustavo Petro (Colômbia), Guillermo Lasso (Equador), Irfaan Ali (Guiana), Mário Abdo Benítez (Paraguai), Chan Santokhi (Suriname), Luís Lacalle Pou (Uruguai). 

 

A única ausência em nível presidencial é a do Peru, cuja presidente Dina Boluarte está impossibilitada de comparecer por questões constitucionais. O Peru vive uma crise política desde a destituição do agora ex-presidente Pedro Castillo no fim do ano passado. No lugar de Dina Boluarte virá o presidente do conselho de ministros do país, Alberto Otárola.

 

Integração

 

Os líderes sul-americanos atenderam a um convite feito por Lula, que busca retomar a cooperação dentro do continente. Segundo a embaixadora Gisela Figueiredo Padovan, secretária de América Latina e Caribe do Ministério das Relações Exteriores, as principais pautas, além da integração, são em torno de questões comuns nas áreas de saúde, infraestrutura, energia, meio ambiente e combate ao crime organizado.

 

“A ideia é retomar o diálogo e a cooperação com países sul-americanos. Identificar denominadores comuns. A região dispõe de capacidades que serão chaves no futuro da humanidade, como recursos naturais, água, minérios, área para produção de alimentos. Uma agenda concreta de cooperação pode ser iniciada imediatamente”, disse a embaixadora, durante entrevista para dar informações gerais sobre a cúpula.

 

Relações com a Venezuela

 

O primeiro a chegar à capital federal foi o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que fez uma reunião bilateral com o presidente Lula no Palácio do Planalto. O encontro marcou a retomada das relações entre os dois países. Maduro volta ao Brasil após oito anos. Por divergências políticas e ideológicas, o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro cortou as relações diplomáticas do Brasil com a Venezuela, que foram oficialmente retomadas na atual gestão. Lula avaliou como plena a reconstrução das relações entre Brasil e Venezuela.

 

Contexto

 

Embora o governo brasileiro evite apontar uma proposta específica, há a expectativa de que os presidentes discutam formas mais concretas de ampliar a integração, incluindo a possibilidade de criação ou reestruturação de um mecanismo sul-americano de cooperação, que reúna todas as nações da região. Atualmente, não existe nenhum bloco com essas características.

 

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS