Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Política Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008, 15:23 - A | A

Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008, 15h:23 - A | A

Artuzi diz que documentos entregues são insuficientes

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

O prefeito de Dourados Laerte Tetila (PT) entregou ao seu sucessor Ari Artuzi (PDT) relatórios preliminares sobre as áreas de educação, saúde e finanças. Mas, a equipe de transição de Artuzi encabeçada pelo engenheiro agrônomo Maurício Peralta considera os dados insuficientes. O grupo quer atuar internamente na Prefeitura.

“O que se quer é que Tetila abra as portas da prefeitura para Artuzi”, relata assessor de Artuzi. O prefeito eleito tem pressa em conhecer a situação do município, já que teme ser surpreendido com um cenário desfavorável na posse.

Tetila que está deixando o posto após oito anos administrando Dourados determinou ao secretário municipal de governo, Raul Lídio Verão que comandasse o processo de transição.

Por meio da assessoria de imprensa da prefeitura, Raul Lídio informou que não foi feito por parte de Artuzi qualquer pedido para a instalação de um gabinete de transição na prefeitura, mesmo porque não haveria legalidade em tal atitude. “Artuzi só responde pelo governo a partir de 1º de janeiro”, informou em nota oficial.

Conforme Verão, a administração municipal atual entregou os relatórios de gestão na semana passada para a equipe de transição de Artuzi e com isso já se antecipou. “Pela legislação isso só pode ser feito a partir da diplomação do prefeito eleito, em 12 de dezembro”, justifica.

Verão cita ainda que para a transição no ano de 2000, quando o prefeito Laerte Tetila venceu a eleição, foi locado um imóvel que funcionou como casa da transição.

Mesmo antes de conhecer a situação da prefeitura com profundidade, Artuzi já definiu que vai cortar gastos, conforme adiantou na semana passada durante evento em Campo Grande.

O pedetista reduzirá pela metade o número de servidores comissionados da Prefeitura. Levantamento preliminar indica que existem 500 servidores nesse regime. (Dourados Informa)


 

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS