Campo Grande Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Política Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008, 07:08 - A | A

Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008, 07h:08 - A | A

André e Fiesp levam a Lula proposta de intercâmbio com a Itália

Da Redação (JG)

O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, encampou a proposta do governador André Puccinelli para ampliar o intercâmbio universitário entre o Brasil e a Itália, contribuindo para a integração tecnológica econômica e cultural entre os dois países. A iniciativa foi apresentada pouco depois ao presidente Lula, à ministra Dilma Roussef, da Casa Civil e ao chanceler Celso Amorim, durante audiência realizada na Embaixada do Brasil, em Roma.

André Puccinelli fez a proposta porque o mercado italiano atingiu níveis de excelência em qualidade, marca e design e tem como característica a produção a partir de pequenas e médias empresas familiares que evoluíram e se especializaram para conquistar o mercado mundial.

O presidente Lula ouviu as propostas da Fiesp e do governador de Mato Grosso do Sul, reconhecendo que, muitas vezes, o empresário brasileiro tem uma relação romântica com a Itália, quando “negócios são negócios”. O presidente da Fiems, Sérgio Longen, acompanhou a comitiva da Fiesp e o governador André Puccinelli na audiência com o presidente Lula.

Durante o encontro com o presidente da República, o governador André Puccinelli também pediu que seja agilizado o convênio de cooperação técnica entre o Brasil e a Itália para intercâmbio de tecnologia na área de sanidade animal. A operacionalização deste convênio vai permitir que o Mato Grosso do Sul adote técnicas modernas de criação de gado, habilitando-se a exportar para os mais exigentes mercados mundiais, principalmente a União Européia.

Outro tema tratado na reunião de 45 minutos com o presidente da República e diversos ministros foi a questão do crédito que não pode ser interrompido em função da crise, principalmente para setores estratégicos de desenvolvimento, como o sucroenergético.

Ao fim da reunião o governador conversou com o embaixador brasileiro em Roma sobre o estreitamento de relações entre as “regiones” (estados) italianas e Mato Grosso do Sul. O início da viagem à Itália foi avaliado como proveitoso pelo governador, não apenas pelos contatos com empreendedores italianos, mas também pelo estreitamento de relações com um seleto grupo de 100 empresários brasileiros que estão em Roma para o Fórum e Negócios Brasil-Itália, promovido pela Fiesp, Governo Brasileiro, Governo Italiano e Confederação da Indústria Italiana (Confindustria).

Em dois dias em Roma, o governador André Puccinelli teve três encontros com o presidente Lula e vários ministros de Estado, como Dilma Roussef, da Casa Civil.

Com presidentes

Em Roma, como convidado especial do governo brasileiro, o governador André Puccinelli participou na noite do dia 10, de recepção oferecida pelo presidente da Itália, Giorgio Napolitano, ao presidente Lula e comitiva. O encontro aconteceu no Palácio Quirinale, na área central de Roma.

Hoje, o governador e a primeira-dama Beth Puccinelli, reuniram-se com os dois presidentes novamente, desta vez na Embaixada Brasileira, um palácio localizado na Piazza Navona. A participação de ministros brasileiros e italianos contribuiu para incluir o Estado de Mato Grosso do Sul no roteiro dos investidores italianos que visitam o País regularmente. (Com Assessoria)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS