Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 28 de Abril de 2015, 12h:02
Tamanho do texto A - A+

Alceu Bueno renuncia ao cargo de vereador e afirma em carta: “Sou vítima”

Taciane Peres
Capital News

O pastor evangélico e agora ex-vereador Alceu Bueno, renunciou ao cargo de vereador na manhã desta terça-feira (28) na Câmara de Vereadores de Campo Grande. A decisão veio através de uma carta de renúncia entregue por seus advogados diretamente a presidência da casa, evitando assim a abertura de uma comissão processante e uma possível cassação referente à acusação de participar de uma rede de exploração sexual com jovens menores de idade.

Deurico/Arquivo Capital News

Alceu Bueno

Ex-vereador Alceu Bueno renuncia ao cargo após investigação em esquema sexual envolvendo menores de idade


Em carta o ex-vereador se diz vítima por ter levado os fatos até a delegacia. “Registro que esta renúncia é motivada por eu exercer de maneira tranqüila, lídima e transparente, minha ampla defesa, amparada no Art. 5º, LV da Constituição Federal, em fatos que a mim estão sendo imputados e são de amplo conhecimento de toda a sociedade, ressaltando que sou vítima, por que fui eu quem levou ao conhecimento da autoridade policial referida ocorrência”, afirma Alceu.


O presidente Mario Cesar, (PMDB) destacou como foi essa decisão e de que forma foi entregue à casa. “Os advogados vieram até esta casa, entregaram na presidência a carta de renúncia. Nós estávamos preparando o requerimento para realizar a comissão processante mas os advogados entregaram a carta de renúncia, indo direto para a presidência onde foi protocolada a carta de renúncia. O tramite agora é convocar o suplente, o vereador Betinho que era do PRB e está sem partido agora e chamar para que a gente possa compor os 29 vereadores na casa de leis.

 

Continuidade das investigações

Taciane Peres/Capital News

Vereador fala sobre investigação e como a Casa vai proceder após renuncia de Alceu Bueno.

Presidente da Câmara, vereador Mario Cesar fala sobre investigação e como a casa irá proceder após renuncia de Alceu Bueno

Sob informações de que possíveis outros políticos e empresários podem estar envolvidos no esquema da rede de exploração sexual de menores o presidente Mario Cesar fala na continuidade do processo. “Nós vamos encaminhar um ofício para tentar esclarecer todos os fatos na medida que informações importantes sejam relatadas. É importante saber quais são os nomes e quem são os possíveis políticos ou pessoas que estejam envolvidos nessa situação.

 

Procedimento
“Na próxima sessão, na quinta-feira (30) deverá ser feito todo o trâmite, e se tudo correr bem dar posse ao suplente. Com a vinda do suplente, se não houver nenhuma interferência por parte dos vereadores, pela maneira que nós fizemos as composições das comissões, o vereador Betinho pode assumir a vacância do vereador Alceu Bueno. Acredito que as comissões tomar as decisões sobre essa situação e se tem condições ou não de assumir a presidência.


Inquérito
“Tivemos acesso ao inquérito depois de mais de 5 horas de espera com o nosso procurador esperando, pois queríamos subsídios para atuarmos dentro da formalidade legal do requerimento . Com certeza é uma situação que abala a política em nossa cidade, mas temos que separar algumas coisas de outras, como representante da população existem situações que nos deixam estarrecidos. Não é correto fazer qualquer pré-julgamento mas é importante que tenhamos um respeito pelo trabalho que realizamos perante a sociedade e é essa a consciência que deve permanecer dentro desta casa”, afirma Mario Cesar.


Acompanhando as investigações
“No que tange o vereador Alceu Bueno não existe mais investigação. A comissão processante nem foi requerida e protocolada, ou seja, a renúncia dele por si só já estanca todo o procedimento nesse caso. Agora a investigação vai ficar só no campo judiciário posteriormente. Vamos continuar acompanhando por que o caso requer uma atenção especial. Do ponto de vista político encerra-se agora mas a procuradoria vai fazer o seu papel  e tem que ser muito bem feito. Não houve acordo, nós mudamos a etapa que era da comissão de ética e optamos em fazer depois da declaração do delegado, montar a comissão processante, ou seja, não houve acordo nenhum, foi uma decisão unilateral do vereador e uma orientação dos seus advogados para que ele possa se defender do caso em que esta sendo requerido”.


“Sem volta”
“É um caso realmente diferenciado que requer muito zelo e cuidado e repugnamos qualquer ação neste sentido e é bem verdade que a orientação dos advogados veio nesse viés, para que ele possa fazer sua defesa e sair da exposição pública que está acontecendo com ele. Mesmo se ele for declarado inocente, mesmo com a renúncia ele não volta. São ações completamente autônomas por que de qualquer maneira o julgamento dele seria do ponto de vista político, mas não interferiu na justiça e são assuntos completamente diferentes e ele deve estar tentando proteger os seus direitos políticos, caso venha provar a sua inocência e quiser concorrer às próximas eleições”. Quem assume agora é o vereador Betinho, (Roberto Santana dos Santos, ainda sem partido) que deverá tomar posse esta semana com 2.400 votos.

Câmara dos vereadores

Alceu Bueno renuncia ao cargo de vereador e afirma em carta: “Sou vítima”

Alceu Bueno renuncia ao cargo de vereador e afirma em carta: “Sou vítima”

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix