Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Nacional Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008, 09:07 - A | A

Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008, 09h:07 - A | A

Secretaria quer aumentar produção e consumo de pescado no Brasil

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

“Nós temos condições de sermos um dos maiores produtores de pescado, e estamos criando condições para que se desenvolva esse potencial e que no futuro o Brasil possa figurar entre os principais produtores de pescado do mundo”, afirma o ministro Altermir Gregolin. No dia 5 de novembro em Brasília foi lançada, a Política de Desenvolvimento Territorial da Pesca e Aqüicultura, idealizada pela Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (Seap), quer desenvolver ações que atendam as demandas dos pescadores.

As pesquisas de campo serão realizadas em 174 territórios de todo o país, para que sejam desenvolvidos mais projetos para o setor. A intenção da Seap com o projeto é expandir a produção em 35%, entre 2008 e 2011, gerar um milhão de empregos diretos e indiretos no setor e aumentar o consumo dos sete quilos atuais para nove quilos por habitante/ano. Para introduzir o pescado no cardápio das famílias brasileiras, a sugestão é aumentar a oferta desses produtos e garantir um preço mais acessível ao consumidor. Com isso, espera-se aumentar a competitividade do pescado com outras carnes, como a carne bovina e a carne de frango.  Ainda em 2008, 50 territórios serão atendidos pela ação. No Brasil, existem 650 mil pescadores cadastrados pela Seap. (Com informações da Agência Brasil)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS