Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Meio Ambiente Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008, 16:44 - A | A

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008, 16h:44 - A | A

Sem planejamento, turismo nas fazendas pode ser inviável

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

Procurar orientação quando o negócio já está implantado ou adaptar a fazenda da forma como os proprietários gostam (sem levar em conta o que o turista quer) são equívocos comuns e que podem destruir um futuro destino de sucesso no turismo rural. O alerta foi feito pelo consultor do SEBRAE e especialista em Ecoturismo, Waldir Leonel, durante a 5ª. Feira Nacional de Turismo Rural (Feiratur 2008), que acontece em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. É comum, segundo ele, muitos proprietários rurais investirem muito na atividade e logo depois fecharem as portas. "Com certeza, algo saiu errado", afirma.

Segundo Leonel, boa parte dos empreendedores procura a consultoria do SEBRAE quando a propriedade rural já está sendo adaptada ou mesmo recebendo fluxo turístico. "Se alguém está procurando consultoria neste momento será que não faltou planejamento?", questiona. Algumas de suas orientações são para que o futuro investidor tenha ciência de que estará abrindo as portas de sua casa para o turista e que estará com sua propriedade funcionando com fins lucrativos através do turismo. "O dono da fazenda deve determinar antecipadamente seus objetivos", frisa.

Outro alerta do consultor do SEBRAE é para que a família esteja unida na proposta de trabalhar com o turismo rural: "muitos negócios não se viabilizam pois apenas a mulher ou o marido querem investir no setor; isso passa por uma decisão em conjunto". Leonel também questionou a visão pessoal do empreendedor na estruturação da propriedade para receber fluxo de visitação: "o local deve estar preparado para o turista e não da forma como o proprietário quer ou gosta".

Ele também criticou as propriedades que trabalham com o turismo rural e que "mascaram" o almoço para servir o jantar: "será que o dono da fazenda não sabe que o turista percebe isso?" Sobre os hábitos alimentares regionais, Leonel faz um alerta: "os alimentos típicos regionais devem ser servidos, mas nunca serem a única opção nas refeições".

A 5ª Feira Nacional de Turismo Rural acontece no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande/MS, até este sábado (22). (Fonte: O Nortão)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS