Campo Grande Quarta-feira, 29 de Maio de 2024


Interior Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 16:36 - A | A

Terça-feira, 11 de Novembro de 2008, 16h:36 - A | A

SinMed acredita que prisão de médico foi ato arbitrário

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

A entidade representativa da classe médica no Estado, Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul – SinMed/MS – se posiciona sobre a prisão do médico plantonista do Hospital de Urgência e Traumatologia de Dourados (HUT), Dr. José Pedro, acusado de ter “negado atendimento” a paciente vindo de Tacuru.

O SinMed/MS, assim como a Associação Médica da Grande Dourados e a própria Secretaria de Saúde Municipal, acredita que o médico, Dr. José Pedro, foi vítima de arbitrariedade. O Sindicato requer a abertura de uma sindicância para apurar o comportamento de ambos os profissionais envolvidos no caso, e também determina a instauração de inquérito policial para averiguar se houve abuso de poder por parte dos militares.

A Assessoria Jurídica do SinMed/MS foi convocada para analisar a situação e propor as melhores medidas a serem adotadas pela entidade. (Dourados Agora)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS