Sexta-feira, 24 de Maio de 2024


Educação Terça-feira, 18 de Novembro de 2008, 14:18 - A | A

Terça-feira, 18 de Novembro de 2008, 14h:18 - A | A

SED oferece educação inclusiva para alunos com deficiência

Da Redação (JG)

A Secretaria de Estado de Educação (SED), por intermédio da coordenadoria de educação especial, desenvolve atividades voltadas à inclusão escolar. Essa política pública de educação inclusiva objetiva minimizar as dificuldades de aprendizagem decorrentes das deficiências auditivas, visuais ou intelectuais. São 146 técnicos especializados nos 78 núcleos de educação especial existentes em Mato Grosso do Sul.

 

Os estudantes que têm paralisia cerebral dispõem de professores itinerantes e mobiliários adaptados para ajudar nas dificuldades motoras. Já os alunos com deficiência intelectual contam com salas de recursos que oferecem jogos, vídeos, histórias e diversos outros meios de aprendizagem lúdica. Para isso recebem atendimento diferenciado no contra-turno do ensino regular.

 

Quem tem deficiência auditiva conta com 44 salas de recursos distribuídas em 40 municípios com aproximadamente 462 alunos. Além disso, os alunos surdos têm o auxílio, em sala de aula, de 177 intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras) que traduzem as explanações dos professores.

 

Os deficientes visuais têm 20 salas especiais distribuídas em 17 municípios com aproximadamente 147 alunos. Eles contam com um Centro de Apoio que oferece atendimento educacional especializado, cursos e material adaptado em Braille e em tipos ampliados.

 

Quem tem mais de uma deficiência conta ainda com salas de recursos multifuncionais. Em todo o Estado existem 49 salas distribuídas em 24 municípios com aproximadamente 345 alunos.

 

A SED disponibiliza ainda, a Classe Hospitalar com atendimento educacional especializado para alunos internos dos hospitais: Santa Casa, São Julião, Associação dos Amigos das Crianças com Câncer (AACC), Hospital Regional e Hospital Universitário de Dourados. Anualmente são mais de 4.138 atendidos por hospital.

 

Estudantes com habilidades especiais ou superdotados também precisam de acompanhamento. Por isso, a Secretaria tem em seu organograma o Núcleo de Altas Habildiades/superdotação que oferece atendimento aos alunos matriculados na rede estadual de ensino, com sala de recursos multifuncionais, encaminhamentos para instituições públicas e privadas para potencializar sua alta habilidade. Existem unidades nos municípios de Sidrolândia, São Gabriel do Oeste e Dourados.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS