Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Economia Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008, 11:27 - A | A

Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008, 11h:27 - A | A

Redução de empregos no Estado chega a 1,6 mil vagas em novembro

Da redação (LM)

O Mato Grosso do Sul teve uma redução de 1.689 mil vagas no mês de novembro. Ao todo, 19.679 mil trabalhadores foram desligados no Estado e 17.990 mil pessoas entraram no mercado formal, representando uma variação negativa no saldo de empregos de 0,46%. Entre todos os setores de serviço que tiveram quedas, apenas o comércio apresentou alta, mas o que houve o maior número de desligamentos foi o da agropecuária, com 876 demissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que foram divulgadas nesta segunda-feira.

Conforme o ministério, em termos setoriais, o desempenho de novembro foi determinado por movimentos distintos, como a expansão nos setores associados ao consumo de fim de ano – como comércio e serviços – e queda nos demais setores, sobressaindo a indústria de transformação, agricultura e construção civil. Esses desempenhos são influenciados pela entressafra no centro-sul do país e pelo período de chuvas.

No Caged, os setores extrativista mineral, indústria de transformação, serviço industrial de utilidade pública, construção civil, serviços, administração pública e agropecuária tiveram reduções no número de vagas no mercado de trabalho formal – carteira assinada. Aliado aos movimentos sazonais, o setor de comércio teve uma elevação no número de ofertas de emprego em MS.

A agropecuária apresentou redução de 876 vagas, seguida pela construção civil com 576 demissões, indústria de transformação com saldo negativo de 529 pessoas que ficaram desempregados e serviços onde houve redução de 107 colocações no mercado de trabalho. Outros setores não sentiram tanto o impacto dos movimentos do mercado, como o extrativista mineral com 57 demissões, seguido pelo serviço industrial de utilidade pública (28) e administração pública (7).

Números favoráveis

Mato Grosso do Sul, apesar da retração de empregos formais no mês de novembro, tem muitos números favoráveis, se forem expostos os dados do Caged em 2008 e nos últimos 12 meses.

No ano, MS teve um saldo positivo de 24.969 mil empregos, representando uma variação de 7,46%. O setor de serviços foi a que mais houve crescimento no ano, com 8.119 mil novas contratações, seguido pela agropecuária (5.373 mil) e comércio (5.145 mil).

Nos últimos 12 meses, o saldo é de 15.743 mil, uma variação positiva de 4,47%, em relação ao mesmo período do ano passado. O setor de serviços e comércio foram os que gereram o maior número de vagas (6.992 mil e 4.689 mil, respectivamente). (MS Record)

 

 

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS