Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Junho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Economia
Terça-Feira, 24 de Maio de 2022, 07h:49
Tamanho do texto A - A+

Dia dos Namorados deve movimentar R$ 227 milhões no Estado

Pesquisa aponta intenção do consumidor com gastos para presentear e comemorações

Rogério Vidmantas
Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de namorados, dia dos namorados

Namorados querem gastar R$ 200 em média com presentes

O mês de junho sempre é aguardado com expectativa pelos comerciantes por ter mais uma data que, tradicionalmente, movimenta a economia. No dia 12 é comemorado o Dia dos Namorados e, em todo o Mato Grosso do Sul, estima-se que a data deve movimentar aproximadamente R$ 227,65 milhões. Pelo menos é o que aponta pesquisa de intenção de consumo elaborada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS) e o Sebrae-MS. O levantamento leva em conta valores que serão usados na compra de presentes e também em comemorações.

 

O valor, porém, pode ser menos do que movimentado no ano passado e, pelo menos, 15%, mas essa queda tem explicação, segundo a economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira. “Atribuímos essa redução ao momento econômico atual. O consumidor está com o poder de compra reduzido e, com isso, opta por gastar menos. Já o valor médio de gasto está maior em relação ao ano passado, a diminuição foi no percentual de pessoas que irão comprar e comemorar”, detalha.

 

Presentes

 

Para presentear a pessoa amada, o gasto médio estipulado é de R$ 200, com montando injetado de R$ 135,33 milhões (45,40%). A região com mais disposição para gastar é Corumbá/Ladário, cujo valor médio do presente deve chegar a R$ 215,61. Entre os que vão comprar, as opções mais apontadas foram: artigos do vestuário (29%), perfumes/cosméticos (28%), flores/cesta café/chocolates (14%) e bolsas e acessórios (8%). As lojas físicas são a preferência dos entrevistados (80%).

 

O presidente do IPF-MS, Edison Araújo, orienta aos empresários para prepararem as equipes, vitrines e combos especiais que chamem a atenção dos consumidores e que fiquem atentos às prioridades de quem vai às compras. “A pesquisa revela que 60% dos consumidores pretendem comprar à vista e com desconto, isso será um chamariz para quem quer atrair o cliente, além do atendimento, que é outra prioridade do consumidor. É um momento de retomada da economia, após longo período de pandemia, o empresário tem que se inovar e aproveitar datas comemorativas como essa para refazer o caixa, melhorar o fluxo e ganhar um fôlego financeiro”, afirma.

 

Comemorações 

 

O aporte na economia com as comemorações representará R$ 92,32 milhões para o período. Entre os que afirmaram que vão comemorar a data (33,60%), a maioria priorizou a celebração nos restaurantes (45%) e a segunda opção foi preparar a comemoração em casa (30%). O gasto médio com as comemorações será de até R$ 184,92. O município de Bonito terá o maior gasto com comemorações, R$ 225,59, e o menor valor ficou com Ponta Porã, R$ 170,99.

 

“A gente tem percebido um pouco de oscilação na intenção de consumo por parte do consumidor nas últimas datas comemorativas, o que mostra que o consumidor ainda está bastante inseguro em relação à estabilidade do mercado. E, com isso, tende a reduzir os gastos, evitar compras parceladas, priorizando o pagamento à vista, com desconto” Explica a economista do Sebrae MS, Vanessa Schmidt.

Ilustração

Pesquisa  do Dias dos namorados traz um aumento significativo em compras

Comercio se mostra entusiasmado com presentes para este dia dos namorados

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix