Campo Grande Segunda-feira, 17 de Junho de 2024



Agronegócio Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 11:27 - A | A

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 11h:27 - A | A

Oportunidade

Fábrica da Inpasa avança em Sidrolândia e gera 2,3 mil empregos

Unidade deve iniciar operações em agosto de 2024, produzindo etanol e outros derivados de milho

Vivianne Nunes
Capital News

Assessoria Inpasa

Fábrica da Inpasa avança em Sidrolândia e gera 2,3 mil empregos

Investimento total de R$ 2,3 bilhões foi anunciado na 1ª edição do MS Day

A construção da fábrica da Inpasa em Sidrolândia já está quase na metade, com 48% das obras concluídas, e a previsão é que a unidade entre em funcionamento em agosto deste ano. O investimento total de R$ 2,3 bilhões foi anunciado na 1ª edição do MS Day, realizada em agosto do ano passado em São Paulo, com o objetivo de divulgar as potencialidades de Mato Grosso do Sul. A fábrica produzirá etanol anidro e hidratado, farelo, óleo bruto de milho e energia.

O projeto, que atualmente envolve 2.300 trabalhadores, representa um importante processo de qualificação profissional, com os funcionários aprendendo a operar em um avançado sistema de automação. A Inpasa já possui uma unidade em funcionamento em Dourados, gerando 10 mil empregos diretos e indiretos.

Segundo Iuri Morgenstern, gerente corporativo de montagem industrial, a fábrica começará a receber milho de seus parceiros no próximo mês para testes preventivos. A previsão é que a primeira fase das operações de produção inicie no dia 26 de agosto de 2024, e a segunda fase em 28 de outubro de 2024.

O projeto foi impulsionado pela gestão focada na diversificação econômica, práticas sustentáveis e grande potencial natural e energético da região, além da estabilidade econômica. O secretário Jaime Verruck, da Semadesc, destacou que o projeto traz inovação para a base produtiva do Estado, com a produção de etanol de milho e o farelo de milho "DDG", utilizado na ração animal.

O avanço da fábrica atraiu profissionais como Oliver Ney Gonzaga Ramos, engenheiro civil, e Daniela Farinha Ribeiro, estudante de gestão de negócios. Ambos veem na nova unidade uma oportunidade de crescimento profissional e contribuem para o desenvolvimento econômico de Sidrolândia. Oliver aspira a um cargo de gerência, enquanto Daniela, que entrou como motorista administrativa, agora atua como líder do setor de Facilities.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS