Campo Grande 00:00:00 Segunda-feira, 22 de Julho de 2024


Cultura e Entretenimento Quarta-feira, 12 de Junho de 2024, 17:11 - A | A

Quarta-feira, 12 de Junho de 2024, 17h:11 - A | A

Teatro

Teatro Glauce Rocha apresenta nesta quinta-feira o espetáculo “Coroa do Rio Vermelho”

Peça celebra os 135 anos da eterna doceira Cora Coralina

Layane Costa
Capital News

Celebrando os 135 anos da eterna doceira goiana, Cora Coralina, chega a Campo Grande o monólogo “Coroa do Rio Vermelho” nesta quinta-feira (13). O espetáculo assinado por Leonardo Simões, direção de Isaac Bernat e monólogo com Raquel Penner, será apresentado no Teatro Glauce Rocha, às 19h.

O espetáculo teatral faz parte do projeto "Cora do Rio Vermelho - no coração do Brasil". Na peça a atriz se torna uma contadora de histórias atravessada pelo amor e pela entrega que Cora dedicou a sua tradição e a sua gente.

A entrada do espetáculo custa R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Com sessão única no teatro Glauce Rocha, haverá intérprete de Libras, notas introdutórias com informações para ampliar a acessibilidade das pessoas com deficiência visual, espaço de regulação e serão seguidas de um bate-papo entre a equipe e os espectadores.

Divulgação

Monólogo em homenagem a Cora Coralina estreia em Dourados

Trecho da apresentações do espetáculo teatral Cora do Rio Vermelho

Cora do Rio Vermelho

O espetáculo com a atriz Raquel Penner, faz um passeio pela vida e a obra da poeta, contista e doceira Cora Coralina. A montagem propõe uma relação de cumplicidade entre a atriz e a plateia, com momentos intimistas e divertidos.

A peça nasceu da vontade da atriz de montar o seu primeiro monólogo. Ela começou a anotar frases, desejos e pensamentos soltos que, frequentemente, falavam sobre o universo da mulher brasileira. Ao reler a obra de Cora Coralina, percebeu que a poesia e os contos da escritora e doceira goiana iam justamente ao encontro de sua inquietação artística.

A atriz diz que esse se trata de um trabalho “forte e delicado”, assim como a escrita da poeta. “Cora Coralina foi uma mulher múltipla e libertária. Removeu pedras e abriu caminhos para outras mulheres. Há pouco mais de 15 anos, tive meu primeiro encontro com ela, em uma exposição, no Rio de Janeiro. Fiquei encantada por aquela senhora do interior do Brasil que falava firme e cantada, fazia doces e escrevia poesia, celebrava a vida e a simplicidade. Quando a reencontrei, a partir de um livro do Drummond, percebi que tudo o que eu queria dizer no palco estava ali”, lembra Raquel.

Serviço - Espetáculo Teatral “Cora do Rio Vermelho”

Data: quinta-feira (13)

Horário: às 19h

Local: Teatro Glauce Rocha

Endereço: Rua UFMS, s/n - Universitário

Divulgação

Monólogo em homenagem a Cora Coralina estreia em Dourados

Trecho da apresentações do espetáculo teatral Cora do Rio Vermelho

Divulgação

Monólogo em homenagem a Cora Coralina estreia em Dourados

Cora Coralina é interpretado no monólogo pela atriz Raquel Penner

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS