Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Cotidiano Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008, 16:28 - A | A

Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008, 16h:28 - A | A

Demanda por sangue no Hemosul aumenta nesta época do ano

Da redação (LM)

As comemorações de Natal e Ano Novo são momentos de união das famílias e amigos. Por conta disso, as pessoas costumam viajar mais e o aumento do fluxo de veículos nas estradas pode trazer também o acréscimo no número de acidentes. Com isso, a solicitação por sangue é maior, ainda que o número de doadores caia.

O Centro de Hemoterapia e Hematologia de Mato Grosso do Sul (Hemosul) solicita que as pessoas continuem doando sangue, tanto quem já o fez, como aqueles que nunca doaram. Os feriados de modo geral são épocas de aumento no número de acidentes, o que demanda maior quantidade de sangue nos atendimentos médicos.

Para doar sangue é preciso ter entre 18 e 65 anos, ter mais que 50 quilos, estar bem de saúde, bem alimentado e portando um documento de identidade com foto (RG, Carteira de Trabalho ou Carteira de Habilitação). Mais ainda, o doador não pode ter ingerido álcool nas últimas 12 horas, como garantia da qualidade do sangue a ser doado.

Antes de doar, a pessoa passa por uma pré-triagem, na qual é respondido um questionário sobre o histórico de saúde do possível doador. Em seguida, o médico avalia a situação, colhendo sangue para exames preliminares, como tipagem sanguínea e outros.

O Hemosul necessita de todos os tipos de sangue. Por serem mais comuns, os de tipagem positiva são mais solicitados e possuem maior número de doadores. Já os de tipagem negativa são mais raros, porém a quantidade doada está abaixo do necessário. Ao todo, o Hemosul tem 90 mil doadores cadastrados.

Pessoas que foram vacinadas contra a rubéola, em campanha realizada nos últimos meses, precisam aguardar quatro semanas para doarem. Homens podem doar até 4 vezes ao ano, em intervalos de 2 meses. Por sua vez, as mulheres precisam aguardar períodos de 3 meses entre uma doação e outra, podendo doar até três vezes ano.

A Organização Mundial da Saúde determina que um país deve ter de 3 a 5% da população como doadora de sangue. No Brasil, esse patamar chega a 1,8%. Já em Mato Grosso do Sul, o nível está próximo do esperado, alcançando 2,5% da população como doadora regular de sangue.

O Hemosul está localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304, em Campo Grande. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7 às 17h30, e aos sábados, das 7 às 12h30.

É preciso observar os períodos de recesso de Natal e Ano Novo, ainda que o Hemosul irá funcionar normalmente nessa época do ano. Mais informações pelo telefone (67) 3312-1500. (Notícias MS)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS