Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Cotidiano Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008, 16:26 - A | A

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008, 16h:26 - A | A

Campanha consegue 368 doadores de medula na Santa Casa

Da redação (LM)

Na campanha de doação de medula óssea, realizada nesta quarta-feira (25), pela Central de Transplante do Estado, 368 pessoas se cadastraram como doadores. A campanha foi feita na Santa Casa da capital e apesar da chuva, atraiu centenas de pessoas. Resultado positivo que aumenta as chances que quem está na fila, já que a possibilidade de encontrar um doador compatível, segundo estatísticas, é de um em cada cem mil pessoas. Em Mato Grosso do Sul o cadastro atual registra 43 mil doadores - desse total somente 4 encontraram a compatibilidade e foram transplantados.

Entre irmãos de mesmo pai e mesma mãe, a possibilidade de encontrar doadores compatíveis é de 25% por isso, quanto maior o cadastro de doadores maior a chance de que uma pessoa adoentada encontrar compatibilidade sangüínea, afirma a coordenadora da Central, Claire Miozzo.

O cadastro de doadores de órgãos é feito todos os dias, mas as campanhas intensificam o crescimento do número de pessoas que podem doar uma parte de si, para salvar vidas. Normalmente uma campanha como esta é feita junto aos doadores de sangue porque com a coleta pode-se fazer o exame necessário para doar medula, e o cadastro é feito na hora.

Para ser um doador de medula é necessário duas coisas: não ter contraído hepatite do tipo B ou C e não ser paciente com câncer. Os interessados em doar medula podem ser dirigir ao Hemosul que fica na avenida Fernando Correa da Costa, 1304, esquina com Padre João Cripa, centro. O horário de atendimento é das 7h às 17h30. O telefone para contato é o 3312-1500. (Assessoria)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS