Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 03 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Terça-Feira, 26 de Outubro de 2021, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Democratas de MS só ficam no União Brasil com Tereza Cristina livre para apoiar Bolsonaro

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Tereza com Barbosinha, que disse ao Blog: 'A ministra precisa ter posicionamento claro para ficar no partido'

Ao se reunirem com Tereza Cristina em Campo Grande para mostrarem que estão unidos com a ministra da Agricultura e reinvidicarem o comando em MS do União Brasil, sigla que nasce da fusão com o PSL e que deve lançar vice ou cabeça de chapa majoritária para disputar a Presidência da República em 2022, os democratas sul-mato-grossenses dão um recado claro. Querem deixar a ministra a deputada federal licenciada como ministra da Agricultura livre para, junto com ela, apoiarem a reeleição de Jair Bolsonaro.

Consultado, o deputado estadual Barbosinha me disse que não se trata de disputar o comando regional da nova sigla com a senadora Soraya Thronicke (PSL).

– "Não se trata de disputar contra a Soraya. Se trata de uma condição. O DEM não se opõe a fazer a união com o PSL. Mas nós entendemos que tem que ser dialogado, conversado, mas o comando e o direcionamento do estado. Ele tem que ficar para o DEM. É isso. O partido está unido, permanece unido, ou sai em bloco também. Nós temos condições pecualiares, né? A condição da ministra Tereza, que precisa ter posicionamento claro, né, até pra justificar a permanência dela", afirmou.

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix