Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 20 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021, 19h:15
Tamanho do texto A - A+

MS avança na meta de se tornar um Estado carbono neutro

Ações promovidas pelo Sistema Famasul contribuem para eficácia da meta

Lethycia Anjos
Capital News

 

Divulgação/Famasul

MS avança na meta de se tornar um Estado carbono neutro

Pecuária em MS

Mato Grosso do Sul é referência no setor do agronegócio, e nos últimos anos vem se destacando na implementação de ações voltadas à mitigação de gases de efeito estufa por meio de técnicas como plantio direto, manejo de pastagens e integração lavoura pecuária. Com objetivo de contribuir no avanço de MS como estado carbono neutro, o Sistema Famasul tem investido em ações de educação, meio ambiente e assistência técnica no campo

 

Consultor técnico do Sistema Famasul, Clóvis Tolentino, ressalta a importância do processo de retirada de gás carbônico da atmosfera. “O carbono é um dos elementos mais importantes na natureza e existem várias práticas que fazem com que se acumule carbono para que ele não fique disponível na atmosfera. O estímulo a essa práticas nos leva ao que chamamos sequestro de carbono, temos o que se chama de sequestro de carbono”, explicou.

 

O setor do agronegócio sul-mato-grossense é referência nas ações de sustentabilidade, o que inclui a redução de carbono. “Em Mato Grosso do Sul temos vários exemplos dessas boas práticas. Quase a totalidade do nosso cultivo de grãos é feita com plantio direto. O estado é líder em integração agricultura, pecuária e floresta. Também percebemos isso no montante de florestas plantadas, no espaço ocupado por uma pecuária mais intensiva, em que se tem manejo de pastagens”, destacou Clóvis.

 

Conforme o consultor da Famasul, ações como esta geram impactos positivos tanto para o meio ambiente quanto para o produtor rural. “Para o produtor rural essa é uma boa oportunidade de promover mais ganhos. Temos, por exemplo, a carne bovina, que já é comercializada nessa modalidade de carbono neutro e tem um valor melhor. É uma modalidade já consolidada e testada, que traz um valor agregado ao produto”, explicou.

 

De acordo com a Famasul, os cursos do Senar MS, assim como os eventos técnicos, palestras, capacitações e ações educacionais, contribuem diretamente para o avanço de práticas sustentáveis, estimulando Mato Grosso do Sul a atingir a meta de se tornar estado carbono neutro até 2030.

 

“A instituição está ajudando muito nessa transformação. Levamos essa informação para que o produtor rural possa fazer ajustes e adotar uma produção com menor emissão de carbono. Fazer parte desse momento é realmente uma oportunidade muito gratificante. Com isso ganha o produtor, ganha a sociedade e ganha o nosso planeta”, finaliza Clóvis.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix