Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 19 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 27 de Agosto de 2015, 12h:39
Tamanho do texto A - A+

Câmara vai recorrer da decisão que reconduziu Bernal

Alcides Bernal acha um desrespeito e afirma que está em busca de paz

Myllena de Luca
Capital News

O Jurídico da Câmara Municipal vai recorrer da decisão que reconduziu Alcides Bernal ao cargo de prefeito de Campo Grande.  A informação foi feita pelo atual presidente da Câmara Municipal, vereador Flávio César (PTdoB).

Anderson Ramos/Capital News

presidente da Câmara Flávio César

Flávio César informa para imprensa que Câmara Municipal de Campo Grande, pode recorrer a decisão da justiça.


De acordo com o atual presidente da Câmara, Flávio César, os vereadores se reuniram nesta quinta-feira (27).  “Vamos recorrer e falar sobre as investigações de 2013, mas nada impede que possamos dar ao prefeito, Alcides Bernal que agora retorna ao cargo sobre efeito de uma decisão do poder judiciário, todas as condições para que Campo Grande volte a ser desenvolvida. Assim como nós demos a ele na primeira parte do seu mandato”, afirma o presidente Flávio César (PT do B).


Ainda de acordo com o presidente, a Câmara só cumpriu o papel e vai recorrer da decisão no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS). Mesmo assim Flávio afirma que nada impede de dar todas as condições para que o prefeito possa trabalhar. “Nós vamos trabalhar com todos os esforços. Campo Grande é maior do que tudo isso, a Capital não aguenta mais essa situação caótica que se instalou na nossa cidade. Nós, vereadores, sabemos do nosso dever e temos um compromisso com a sociedade”, afirma.

Deurico/Capital News

Bernal comparece à Câmara Municipal antes de assumir o cargo

Prefeito Alcides Bernal afirma que está em busca de paz

 

Ao chegar à Câmara Municipal, Alcides Bernal soube que o Legislativo vai recorrer da decisão. “Isso será um desrespeito comigo, estou aqui para buscar paz”, afirma Bernal.


Desde 2013, no mandato do Bernal, a Comissão de Finanças da Câmara analisou os contratos que geraram a CPI da Inadimplência.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix