Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Política Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008, 07:15 - A | A

Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008, 07h:15 - A | A

Artuzi anuncia hoje novo secretariado de Dourados

Da redação (LM)

O prefeito eleito Ari Artuzi (PDT) deve anunciar oficialmente hoje, às 10h30, na Câmara Municipal de Dourados, os nomes das pessoas que vão compor o seu secretariado a partir de 1º de janeiro, quando ele será empossado no lugar do petista Laerte Tetila. De acordo com a assessoria de Artuzi, os nomes dos novos secretários serão anunciados durante uma coletiva.

Os novos secretários municipais já devem ser nomeados com o novo salário de cerca de R$ 8,6 mil, aprovado pela Câmara de Vereadores na última sessão extraordinária, antes do recesso parlamentar. O salário atual é de R$ 6.623,00, portanto, um aumento de quase 30%. A preposição teria sido do próprio Legislativo, através do presidente da Mesa Diretora, Carlinhos Cantor (PR), que assume como vice-prefeito e provável secretário municipal de Serviços Urbanos. A medida não ainda não foi publicada no Diário Oficial do Município.

Segundo o assessor de imprensa do prefeito eleito, Eleandro Passaia, ao contrário do que está sendo comentado o aumento não foi um pedido de Artuzi, mas uma decisão do próprio Legislativo. Ele afirmou ainda que o prefeito eleito não fez os cálculos sobre os impactos que os novos salários vão causar a folha de pagamento. Caso o reajuste gere impacto significativo, Artuzi poderá não acatar os novos salários dos secretários, embora ele acredite que para contratar pessoas técnicas seja necessário pagar salários compatíveis. O prefeito eleito, segundo Passaia, já teria deixado claro que os novos secretários têm que ser realmente “competentes” e que “gostem de trabalhar”, caso contrário serão excluídos de suas funções.

Passaia lembrou que para conter gastos, o futuro prefeito reduziu o número de cargos de confiança. Dos 497 atuais para 392, sendo que de inicio contratará apenas 250. O restante será preenchido de acordo com a necessidade. Quanto ao número de secretarias, Passaia informou que serão 12, uma a mais em relação a atual administração. Apenas a Agência de Comunicação (Agecom) que passa a ser Assessoria de Comunicação (Assecom) e terá estatus de secretaria.

SECRETÁRIOS
Alguns nomes que vão compor o secretariado municipal a partir de 1º de janeiro já são dados como certos, como por exemplo, o vice-prefeito diplomado Carlinhos Cantor, que deverá assumir a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos; a professora Marlene Florêncio Vasconcelos, na Educação; João Azambuja, na Secretaria de Finanças; Inês Boschetti, na Secretaria de Receita; Itaciana Santiago, na Assistência Social; Eleandro Passaia, na Assessoria de Comunicação; Tatiana Arnal, na Gestão Pública; Carlos Ioris, na Infra-Estrutura e Maurício Peralta, na Secretaria de Planejamento. Os nomes para as secretárias Governo e de Saúde também já foram definidos, segundo Passaia.

Para assumir a Secretaria de Governo vários nomes já foram apontados, entre eles, a do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), 4ª Subseção de Dourados, Sérgio Henrique Pereira Araújo e na Saúde, o enfermeiro e suplente de vereador Edvaldo Moreira (PDT). Passaia esclareceu que vários nomes “ventilados” como prováveis secretários são meramente “suposições”, alguns são certos e outros não. Somente durante a coletiva é que os nomes serão divulgados oficialmente. (Dourados Agora)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS