Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 06 de Maio de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 16 de Abril de 2021, 14h:19
Tamanho do texto A - A+

Operação em concurso da UFMS ocorreu após denúncia da Fapec

Em nota a fundação informou que encaminhou toda a documentação para a Polícia Federal

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PF

Polícia Federal

Polícia Federal

 

Operação Aletheia foi deflagrada após a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec), realizar denúncia sobre a possível irregularidade. Em nota a fundação, relatou que “diante de possíveis irregularidades no concurso, instaurou de imediato procedimento interno encaminhando toda documentação à Polícia Federal. Esclarece ainda que tomou tais providências para manter a segurança, transparência e lisura de todos os certames realizados".

A investigação em andamento na Superintendência Regional de Campo Grande, colheu-se elementos informativos apontando a prática do crime de fraude em concurso público, previsto no art. 311-A do Código Penal, cuja prova foi realizada pela FAPEC e contemplou ingresso em carreira do cargo de técnico em educação da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

Em nota, a UFMS afirmou que está a disposição e esclarece que "caso seja comprovada fraude, fará apuração de toda e qualquer irregularidade".  

Confira a nota na íntegra da Fapec:


A Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec) informa que a Operação Aletheia, deflagrada pela Polícia Federal nesta sexta-feira, 16 de abril de 2021, com o intuito de investigar possível fraude no Concurso Público para a carreira de técnico-administrativo em Educação/2019 da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), ocorreu a partir de denúncia feita pela própria Fundação.  

A Fapec, diante de possíveis irregularidades no concurso, instaurou de imediato procedimento interno encaminhando toda documentação à Polícia Federal. Esclarece ainda que tomou tais providências para manter a segurança, transparência e lisura de todos os certames realizados.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix