Campo Grande Sexta-feira, 24 de Maio de 2024


Interior Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008, 15:56 - A | A

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008, 15h:56 - A | A

Rodovias passam por reforma para ajudar no escoamento de produção

Da Redação (JG)

As rodovias estaduais que ainda não foram pavimentadas, mas que são consideradas imprescindíveis para os produtores rurais sul-mato-grossenses assegurarem o escoamento da safra estão sendo recuperadas pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul).
 

De acordo com a programação a ser cumprida até o dia 20 de dezembro, as obras de patrolamento, encascalhmento e compactação estão sendo executadas nos municípios de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Miranda, Ponta Porã, Paranaíba, Naviraí, Corumbá, Nova Andradina, Coxim, Amambai, Jardim, Maracaju, Costa Rica, Camapuã, Bela Vista e Rio Negro.

A recuperação, explicou o secretário de Obras Públicas e de Transportes Edson Giroto, está acontecendo na MS-347 (Dois Irmãos – Córrego Engenho), MS-455 (Gameleira – Capão Seco) e MS-080 (Campo Grande – Rochedo); MS-156 (Dourados – Entroncamento da BR-163); MS-324 (Entroncamento da MS-351 – Água Clara), MS-338 (Entroncamento da BR-262 – Córrego Lagoa) e MS-459 (Entroncamento da MS-040 – Arapuá); MS-339 (Bodoquena – Morraria – Fazenda Salobra), MS-178 (Bonito – KM 30) e MS-345 (Entroncamento da BR-419 (KM 21) – Bonito); MS-380 (Ponta Cay – Campanário) e MS-280 (Ponta Cay – Laguna Carapã); MS-316 (Entroncamento da MS-240 – Aparecida do Taboado), MS-310 (Entroncamento da MS-240 – Entroncamento da MS-112) e MS-112 (São Pedro – Cassilândia); MS-386 (Japorã – Iguatemi); MS-184 (Curva do Leque – Buraco das Piranhas) e MS-228 (Lampião Aceso – Fazenda Alegria); MS-316 (Entroncamento da MS-240 – Aparecida do Taboado) e MS-310 (Entroncamento da MS-240 – Entroncamento da MS-112); MS-423 (Entroncamento da BR-163 – Serra da Alegria – Fazenda Buritizal), MS-217 (Entroncamento da MS-223 – Pólvora – Entroncamento da MS-135) e MS-215 (Pedro Gomes – Rio do Peixe); MS-165 (Coronel Sapucaia – Paranhos); MS-382 (Guia Lopes da Laguna – Entroncamento da MS-270); MS-466 (Entroncamento da MS-455 – Ponte do Curralinho), MS-455 (Usina Passatempo – Entroncamento da MS-466) e MS-455 (Entroncamento da BR-267 – Entroncamento da MS-258); MS-316 (Costa Rica – Entroncamento da MS-306) e MS-223 (Costa Rica – Figueirão); MS-223 (Figueirão – Jauru) e MS-436 (Pontinha do Coxo – Camapuã); MS-166 (Antônio João – Cabeceira do Apa – MS-060) e MS-340 (Baianópolis (Fala Verdade) – Entroncamento da MS-080) e MS-229 (Entroncamento da MS-080 – Fazenda Imaculada).

O secretário, com base no ritmo acelerado das obras de recuperação das estradas de chão, acredita que a programação será cumprida dentro do prazo previsto. “O somatório de forças das residências da Agesul tem sido fator preponderante nas ações empreendidas pela Seop”, justificou Giroto.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS