Campo Grande Segunda-feira, 20 de Maio de 2024



Esporte Segunda-feira, 01 de Dezembro de 2008, 07:36 - A | A

Segunda-feira, 01 de Dezembro de 2008, 07h:36 - A | A

Flamengo passa por vexame e se afasta de vaga na Libertadores

Da Redação (JG)

O Flamengo despediu-se do Maracanã em 2008 com um vexame que pode lhe custar uma vaga na Taça Libertadores da América. Chegou a abrir 3 a 0 sobre o Goiás mas permitiu o empate (3 a 3), no Maracanã. O resultado teve sabor de derrota para a equipe rubro-negra, que permanece fora do grupo dos quatro primeiros colocados - está em quinto, com 64 pontos.

Agora, o Flamengo terá de vencer o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, no próximo domingo, e torcer por tropeço de Palmeiras ou do Cruzeiro para disputar a Libertadores no ano que vem. E um detalhe a mais: o Atlético-PR luta contra o rebaixamento e precisa dos três pontos.

O atacante Obina fez, de cabeça, 1 a 0 para o Flamengo. O lateral-esquerdo Juan ampliou: 2 a 0. E tem mais: Obina driblou o goleiro Harlei e marcou o terceiro da equipe rubro-negra. Isso tudo em apenas 35 minutos de bola rolando.

Goleada à vista? Não. O Flamengo tratou de complicar a partida, até então dominada. O Goiás fez dois gols até o intervalo, diminuindo o placar para 3 a 2. A reação do time goiano começou num pênalti infantil cometido por Jaílton.

Paulo Baier diminuiu para 3 a 1. Logo em seguida, a zaga rubro-negra cochilou e o zagueiro Ernando, livre de marcação, deixou sua marca de cabeça. "Deixamos o Goiás gostar do jogo. Isso não pode acontecer", declarou o lateral-esquerdo Juan, demonstrando irritação, no intervalo.

O Goiás gostou tanto da partida que chegou ao empate, aos 18 minutos do segundo tempo. Thiago Feltri acertou belo chute, superando o goleiro Bruno: 3 a 3.

O Flamengo se perdeu de vez. Nervoso e totalmente desorganizado em campo, o time carioca não teve força e competência para reverter a situação. Esteve mais próximo de sofrer o quarto gol. O Goiás acertou uma bola na trave e levou perigo nos contra-ataques. No último minuto, Vandinho carimbou a trave num chute cruzado, no último ataque do Flamengo no jogo. (Estadão)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS