Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Esporte Terça-feira, 02 de Dezembro de 2008, 09:56 - A | A

Terça-feira, 02 de Dezembro de 2008, 09h:56 - A | A

Brasil goleia no Desafio Internacional de Futsal

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

Em partida amistosa realizada na noite desta segunda-feira (1°/12), no Ginásio do Liceu de Campinas, a Seleção Brasileira voltou a vencer a Venezuela pelo Desafio Internacional de Futsal, desta vez pelo placar de 9 a 0. Antes, em Araraquara (SP), o Brasil já havia superado o adversário sul-americano, por 6 a 0.

Completamente tomado pela torcida brasileira, o ginásio estava colorido de verde e amarelo. Como já era esperado, o primeiro tempo foi recheado de gols. Com menos de quatro minutos de bola rolando, o Brasil, de tanto pressionar, derrubou o primeiro zero no placar, com o camisa 11 Guina, 1 a 0. Aos 6min15, o pivô Márcio recebeu passe preciso na ala direita e concluiu com precisão para anotar o segundo gol canarinho.

Antes do final da primeira etapa, o fixo Leco foi ao ataque e deixou sua marca. No rebote do goleiro venezuelano, o camisa 8 aproveitou a sobra e, de cabeça, concluiu para o fundo das redes. Menos de um minuto depois, Fernando – bem posicionado no segundo pau – escorou para anotar o quarto tento da equipe da casa.

Após intervalo, com a vitória praticamente definida, a equipe do técnico PC de Oliveira se soltou ainda mais em quadra. Com menos de dois minutos de bola rolando, Tostão aproveitou vacilo da defesa a adversária para assinalar mais um gol para o Brasil, o quinto da goleada.

Totalmente perdida diante da seleção hexacampeã mundial, a Venezuela sofreu o sexto gol. Em jogada de escanteio, o ala Cabreúva pegou de primeira para superar o jovem arqueiro adversário, 6 a 0 - mesmo placar do primeiro jogo, em Araraquara (SP).

O sétimo gol da partida começou dos pés do camisa 12 Cabreúva. O atleta recebeu na ala esquerda e tocou para o meio, na seqüência, Márcio não titubeou e finalizou de primeira – segundo gol do pivô na partida. Restando cinco minutos para o apito final, Lenísio, que até então não havia deixado sua marca no duelo, surgiu livre de marcação na ala direita e, com um chute certeiro, anotou o oitavo tento da goleada.

Com a vitória mais que garantida, o Brasil ainda teve tempo de ampliar a vantagem no placar. Valdin – camisa 13 – aproveitou bobeada do goleiro venezuelano para dar números finais ao marcador, 9 a 0, golaço do experiente ala, por cobertura.

De acordo com Franklin, é sempre prazeroso para um goleiro não levar gols. “A Venezuela não é uma seleção das mais conceituadas no cenário mundial, mas é sempre importante não levar gols. Nós, eu e o Tiago, estamos satisfeitos com o nosso desempenho durante estes dois amistosos. Assim como nós, o time todo está evoluindo”, comentou o goleiro.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS