Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Sábado, 04 de Julho de 2020, 17h:25
Tamanho do texto A - A+

Após 43 anos de Globo, campo-grandense comenta Fórmula 1 em canal no YouTube

Reginaldo Leme foi parceiro de Galvão Bueno em mais de 500 Grandes Prêmios

Rogério Vidmantas
Capital News

Motorsport.com

Reginaldo Leme

Reginaldo Leme cobriu Fórmula 1 pela Globo por 43 anos

A temporada 2020 da Fórmula 1 começa neste domingo (5), com o GP da Áustria no circuito de Spielberg, local das duas primeiras provas, a segunda uma semana depois. No Brasil, as transmissões mais uma vez ficam a cargo da TV Globo, mas, agora sem os comentários do campo-grandense Reginaldo Leme. O jornalista deixou a emissora onde cobriu diversos eventos, mas principalmente automobilismo, por 43 anos e mais de 500 Grandes Prêmios.

 

Mas se não estará nas transmissões ao vivo da Globo, não estará longe da Fórmula 1. Pela plataforma YouTube, Reginaldo Leme criou o canal AutoMotor, onde, além dos comentários sobre as corridas, mostrará notícias, análises, informação e algo que ele conhece muito e agrada os fãs de velocidade: os bastidores. “A partir de agora verá aqui [no canal] grandes histórias do automobilismo, muita informação, entrevistas e curiosidades”, disse no vídeo de apresentação do canal.

 

No primeiro vídeo, Reginaldo comenta o início da temporada com as duas corridas na Áustria e pode ser conferido abaixo.

 

História

 

Reginaldo nasceu em Campo Grande, em 1945, mas foi criado na cidade de Araçatuba, em São Paulo. Mudou-se para Rancharia, interior de São Paulo, durante a adolescência, mas logo se instalou na capital paulista, onde se formou em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, em 1967.

 

Sua carreira começou no jornal O Estado de S. Paulo em 1968, na época, trabalhando como setorista do Palmeiras. Chegou em 1977 a TV Globo participando da transmissão ao vivo no fim de semana. Além do automobilismo, participou de três Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

 

Na Fórmula 1, fez dupla com Luciano do Valle, algumas vezes, também com Oliveira Andrade, Luís Alfredo, Cléber Machado, Sérgio Maurício e Luís Roberto. Seu parceiro notório nas transmissões foi Galvão Bueno. Comentou também as transmissões da Stock Car Brasil ao lado de Sérgio Maurício.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix