Campo Grande 00:00:00 Quinta-feira, 18 de Julho de 2024


Agronegócio Sexta-feira, 14 de Junho de 2024, 13:27 - A | A

Sexta-feira, 14 de Junho de 2024, 13h:27 - A | A

Atenção

Produtividade e soja registrada queda de 24,1% no Mato Grosso do Sul

Produção de grãos está estimada em 297,54 milhões de toneladas

Elaine Oliveira
Capital News

A produtividade de soja em Mato Grosso do Sul caiu para 2.825 kg por hectare, o que representa uma queda de 24,1% em comparação com a safra 2022/23. A redução e/ou falta de chuvas durante longos períodos no ciclo do milho 2ª safra provocaram quedas no potencial produtivo, em Mato Grosso, Pará, Tocantins e parte de Goiás, as precipitações bem distribuídas ao longo do desenvolvimento da cultura e a tecnologia usada pelo produtor têm resultado em boas produtividades nos talhões colhidos e boas perspectivas nas áreas ainda em maturação. Com isso, a estimativa para a produção total do grão está em 114,14 milhões de toneladas.

O clima também tem favorecido o algodão, cujas lavouras se encontram redominantemente nos estágios de formação de maçãs e maturação. Nesta temporada, a área semeada está estimada em 1,94 milhão de hectares, crescimento de 16,9%, o que influencia na expectativa de incremento de 15,2% na produção da pluma, podendo chegar a 3,66 milhões de toneladas.

Segundo a Conab ( Companhia Nacional de Abastecimento) a produção de grãos no ciclo 2023/2024 está estimada em 297,54 milhões de toneladas. O volume é 7% menor do que o obtido na temporada anterior, o que representa menos 22,27 milhões de toneladas a serem colhidas.

A quebra é resultado das condições climáticas adversas que influenciaram as principais regiões produtoras do país.  Já os cultivos de segunda safra, que tiveram a colheita iniciada com a publicada no mês de maio, é verificado um aumento de 2,1 milhões de toneladas, com destaque para milho, algodão em pluma e feijão. Principal cultura da 2ª safra, o milho tem uma estimativa de produção de 88,12 milhões de toneladas. A colheita do produto neste ciclo atinge cerca de 7,5% da área semeada, conforme indica o Progresso de Safra divulgado nesta semana pela Companhia.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS