Campo Grande Quinta-feira, 23 de Maio de 2024


Cotidiano Quarta-feira, 05 de Novembro de 2008, 18:55 - A | A

Quarta-feira, 05 de Novembro de 2008, 18h:55 - A | A

Andre entrega equipamentos para a Maternidade Cândido Mariano amanhã

Da Redação (JG)

O governador André Puccinelli entrega amanhã, à 7h30, equipamentos que representam investimentos de R$ 1,1 milhão, provenientes de recursos próprios do Estado, para ativação de 13 leitos de UTI Neo Natal Intermediária da Maternidade Cândido Mariano.

Essas novas unidades vão propiciar maior rotatividade à UTI Neo Natal, que hoje conta com 10 leitos. Bebês que não precisam de respiradores poderão ser transferidos para o tratamento intermediário e continuar recebendo cuidados intensivos.

Entre os equipamentos que vão compor os 13 leitos da UTI Intemediária estão: 20 aparelhos de pressão arterial infantil e 15 aparelhos neonatal; 05 aspiradores cirúrgicos de secreção; 02 balanças pediátricas; 04 berços aquecidos; 12 berços pediátricos; 15 bombas de infusão; 07 bombas de seringa; 08 tendas de oxigênio; 02 carros de emergência; 05 circuitos infantil nasal; 06 unidades de fototerapia; 02 incubadoras de transporte; 05 incubadoras microprocessadas; 08 laringoscópios rígidos adulto/infantil; 23 monitores cardíacos de 1 canal; 03 monitores de sinais vitais; 08 monitores de saturação de oxigênio; 31 nebulizadores contínuos; 02 oftalmoscópios; 02 otoscópios; 05 reanimadores manuais pulmonares adulto, 06 infantil e 06 neonatal; 02 ventiladores pulmonares eletrônicos; 02 refletores parabólicos; 13 máscaras faciais e 13 termômetros digitais clínico.

Além da entrega de materiais, o governador André Puccinelli assina convênio com a Associação de Amparo à Maternidade e à Infância. Por intermédio da SES, serão repassados ao hospital R$ 1.113.600,00 para custear despesas com pagamentos de serviços e aquisição de materiais de consumo durante catorze meses.

A Maternidade Cândido Mariano é principal referência em gestação de alto risco fetal no Estado. De cada 10 bebês que nascem em Campo Grande, seis dos partos são realizados na instituição. Em média, são 500 nascimentos por mês. Cerca de 70% desses atendimentos são feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o restante pelos planos de saúde particulares. (Com informações da assessoria)


Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS