Campo Grande 00:00:00 Segunda-feira, 22 de Julho de 2024


Tecnologia Domingo, 12 de Maio de 2024, 13:45 - A | A

Domingo, 12 de Maio de 2024, 13h:45 - A | A

Coluna Tecnologia

Inteligências artificiais generativas e computação em nuvem têm futuro no meio corporativo?

Por Alice Bachiega

Da coluna Tecnologia
Artigo de responsabilidade do autor

O surgimento das IAs generativas criou uma nova tendência que reforçou a necessidade dos serviços em nuvem, que tendem a aumentar nos próximos anos

Hirun l iStock

ColunaTecnologia

..

Mesmo com a evolução constante da tecnologia, o cenário do mercado de trabalho moderno já vem se mostrando bem integrado às principais tendências do momento. Grande parte das corporações ao redor do globo já está explorando recursos como inteligências artificiais e computação em nuvem de forma ampla em sua operação, mas a chegada das IAs generativas tende a reforçar ainda mais essa necessidade.

As inteligências artificiais são as grandes protagonistas do mercado moderno, trazendo consigo infinitas possibilidades à base de automação e aprendizagem de máquina. Já a computação em nuvem disponibiliza diferentes ferramentas armazenadas em servidores externos, permitindo que as empresas utilizem esses recursos remotamente e de qualquer lugar.

De acordo com um relatório da empresa de consultoria Gartner, o mundo corporativo irá direcionar pelo menos 51% do seu orçamento para soluções de computação em nuvem até 2025. A expectativa é que, até 2028, esse recurso deixe de ser apenas um diferencial e se torne uma peça obrigatória para as empresas se manterem relevantes no mercado. Até o fim de 2024, espera-se que sejam investidos 679 bilhões de dólares na área, alcançando a marca de US$ 1 trilhão em 2027.

O principal motivo dessa ascensão dos sistemas em nuvem se dá pelo seu alto potencial de inovação, armazenando e distribuindo recursos novos e atualizados em larga escala. Desenvolver tecnologia do zero é um processo muito caro e complicado, então apostar nas ferramentas de terceiros para aplicar essas tendências em uma operação já consolidada é a melhor alternativa para as empresas.

As inteligências artificiais generativas se enquadram como uma dessas ferramentas – possivelmente sendo a principal delas. No fim de 2022, o ChatGPT abriu as portas para a evolução dessa tecnologia, permitindo que as IAs adotassem um formato muito mais dinâmico e com infinitas possibilidades. Por se tratar de mais um recurso disponibilizado em nuvem, a necessidade de aderir a essa tendência colabora com a ascensão desses serviços.

Ao mesmo tempo que os investimentos em tecnologia aumentam, também cria-se uma demanda crescente por profissionais especializados na área para aplicação e utilização dessas ferramentas na operação corporativa. Cursos como análise e desenvolvimento de sistemas se destacam por formar indivíduos capazes de entender o funcionamento desses softwares e seus códigos diretamente da fonte, o que certamente colabora com uma transição mais natural e fluida dentro das atividades corporativas.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS