Campo Grande/MS, Terça-Feira, 15 de Junho de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 28 de Março de 2021, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Moda sustentável ganha espaço na pandemia e mostra como consumir pensando no meio ambiente

Por Aline Reis

Da coluna Moda e Beleza
Artigo de responsabilidade do autor

Consumo consciente tem ganhado cada vez mais espaço; confira como ajudar o meio ambiente

iStock

ColunaModaEBeleza

A moda é uma ferramenta muito eficiente para expressar críticas sociais, sendo um reflexo dos principais acontecimentos na sociedade e podendo ir muito além de somente mostrar quais serão as principais tendências de cada estação. Por conta disso, a moda sustentável tem ganhado cada vez mais espaço, tanto dentro das passarelas, quanto entre os consumidores, e foi impulsionada ainda mais pela pandemia causada pelo novo coronavírus.

O movimento do slow fashion, derivado do slow food, não é uma tendência nova, mas tem ganhado ainda mais relevância nos últimos anos, com a popularização de uma moda consciente. Essa maneira de produzir e consumir incentiva o uso responsável, com a reutilização de materiais e o cuidado para que os trabalhadores da área sejam remunerados de forma correta e tenham seus direitos trabalhistas respeitados, um ponto que nem sempre é tratado corretamente dentro do universo da moda.

Durante a pandemia, o movimento da moda sustentável ganhou ainda mais lugar, com a abertura de diversas pequenas empresas comercializando diferentes tipos de roupas. Além disso, várias pessoas começaram a vender suas próprias roupas para garantir uma renda extra, o que gerou um aumento no número de brechós. Segundo dados do brechó online Repassa, foram vendidos mais de 250 mil produtos em 2020, o que representou um aumento de 130% em relação ao ano anterior. Além disso, o momento em casa fez as pessoas questionarem o acúmulo de objetos e os hábitos impulsivos.

O destaque do setor no momento atual pode servir como objeto de estudo para os profissionais de administração e ciências contábeis, que podem analisar de maneira mais profunda as causas dessa evolução e como isso irá impactar o cenário e os hábitos de consumo nos próximos meses.

Como aderir à moda sustentável
Existem muitas formas de colaborar com o meio ambiente por meio da moda, e, para quem não tem condições de aumentar os gastos com esta questão, a maioria das dicas pode, na verdade, ajudar a economizar. O mais importante é pesquisar sobre o assunto e se manter atualizado nesta questão, para entender os avanços da área, afetando consumidores e pessoas que trabalham no segmento.

Uma boa dica é prestar uma atenção especial ao tipo de tecido usado na peça. Os tecidos sustentáveis podem ser feitos a partir de materiais orgânicos, naturais, sintéticos ou reciclados – em alguns casos, podem ser biodegradáveis, o que colabora para reduzir o impacto no meio ambiente.

Outra maneira de consumir a moda de forma consciente é repensando as compras de roupas feitas periodicamente. Será que as novas peças são realmente necessárias, ou a vontade de comprar é fruto de uma sociedade que incentiva o consumo desenfreado? Questionar os hábitos comuns é um ótimo caminho para ter mais responsabilidade ambiental, mesmo quando o assunto é moda. Tomar cuidado com as roupas já compradas, como lavar as peças somente quando precisar e corretamente, como indicado na etiqueta, aumenta a vida útil do produto e é uma ótima maneira de evitar novos gastos.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix