Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 20 de Fevereiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 09 de Fevereiro de 2020, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Tendências de decoração e design para 2020

Por Letícia Emori

Da coluna Casa e Decoração
Artigo de responsabilidade do autor

Uma das feiras de design mais importantes do mundo completa 25 anos

Divulgação

ColunaCasaEDecoração

A feira francesa Maison&Objet entrou na sua 25ª edição com um clima de renovação. O evento, focado em design, lifestyle e decoração, voltou sua atenção para o futuro, sob o tema (RE)GENERATION!, baseado no comportamento de consumo apresentado pelas gerações Y e Z. A edição de janeiro explorou a mudança na maneira de consumir, impulsionada pelo engajamento com questões sociais e ambientais; já a segunda edição do ano, realizada em setembro, voltará sua atenção para o impacto que a internet e a tecnologia tiveram sobre essa geração.

Inspiradas nesses conceitos, as tendências antecipadas pela feira combinam o retrô e o futurista, com peças de decoração que poderiam facilmente fazer parte de um cenário de ficção científica. Com quase três mil expositores, a feira trouxe inspirações para casa, escritório e até ambiente externo.

Materiais e texturas
Sendo notavelmente influenciada por uma temática ecológica, foram exibidas muitas peças com um tom artesanal e rústico, com um distanciamento do estilo industrial, muito em moda atualmente. Peças de resina, cerâmica e palha, fruto das mais diversas ferramentas, prometem um clima de aconchego e sofisticação.

Algumas peças expostas trouxeram modernidade ao rústico, com móveis de madeira e cromado em dourado e prata.

O céu não é o limite
Levando a temática moderna para seu extremo, várias peças foram baseadas no conceito da exploração espacial, resultando em elementos com curvas fluidas, cantos arredondados e tecidos de aspecto macio. Poltronas com design inusitado trouxeram um interessante ar de renovação. Os formatos e as cores deixaram o estilo retrô ainda mais evidente.

Outros móveis, como mesas baixas, impressionaram pelo formato redondo e pela amplitude, combatendo o espaço cada vez menor dos ambientes em moradias de grandes cidades. Na sutileza, a feira conseguiu deixar clara a proposta de espaços amplos e divertidos.

Cores e tons
O laranja-tijolo, o azul-petróleo e os tons terrosos dominaram a feira, presentes em cadeiras, poltronas, mesas e objetos menores de decoração. As peças mais futuristas ganharam destaque com cores vibrantes e combinadas com outros elementos de cores complementares. Já as peças de material mais natural mantiveram grande parte de suas cores originais, com acabamentos em tinta metalizada.

Em todos os ambientes, foi possível notar uma tendência ao tom sobre tom, além das cores complementares, como coral e azul-esverdeado, com ambientes preenchidos somente com objetos dessas cores.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix