Campo Grande Quinta-feira, 30 de Maio de 2024


Rural Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008, 17:07 - A | A

Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008, 17h:07 - A | A

Vacinação contra aftosa não será prorrogada

Da redação (LM)

A oito dias do fim da segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa na região do Planalto, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) diz que o prazo não será prorrogado. Isso se deve ao expressivo alcance de 85,74% do rebanho já vacinado.

Na região do Planalto, a estimativa é que sejam vacinados 16.855.125 cabeças de gado, de mamando a caducando. Até esta quarta-feira (12), já haviam sido vendidas 14.451.497 doses, sendo que 6.229.355 já foram aplicadas e comunicadas à Iagro, restando 8.222.142 ainda a serem utilizadas.

“O produtor de Mato Grosso do Sul tem se mostrado extremamente participativo e consciente da importância da vacinação. Essa grande adesão à campanha vem correspondendo às expectativas da agência, que será refletida na economia do Estado”, comenta Roberto Rachid Bacha, diretor-presidente da Iagro.

Pantanal

A campanha de vacinação no Planalto teve início no dia 20 de outubro e segue até quinta-feira (20) da próxima semana. Também no dia 20 de outubro foi o começo da vacinação no Pantanal, para os produtores que optam por vacinar em novembro, e conta com um rebanho de 724.581 animais.

Até a data de hoje (12), 520.474 doses foram comercializadas – o que representa 71,83% do total – e 261.227 já foram aplicadas, com 259.247 a serem utilizadas. Segundo o diretor-presidente da Iagro, cerca de 2.300.000 animais foram imunizados em maio, por decisão dos produtores.

“Devido ao ciclo das águas, que provoca as enchentes no Pantanal, muitos produtores preferem vacinar em maio do que em novembro, em nada interferindo nas ações de sanidade realizadas pela Iagro”, afirma Bacha.

A vacinação no Pantanal segue até 5 de dezembro. “Há tempo hábil para concluir os trabalhos”, tranqüiliza Bacha. (Notícias MS)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS