Campo Grande Quarta-feira, 22 de Maio de 2024



Rural Sábado, 15 de Novembro de 2008, 09:40 - A | A

Sábado, 15 de Novembro de 2008, 09h:40 - A | A

Cotações agropecuárias caem cerca de 0,85% em outubro

Redação Capital News (www.capitalnews.com.br)

A queda de 0,85% nos preços agropecuários no atacado levou à desaceleração na taxa do IGP-10 (de 0,78% para 0,73%) de outubro para novembro. Segundo o coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros, o retorno à deflação no preço da soja (de 2,49% para -2,91%) foi determinante para derrubar os preços no setor agropecuário atacadista.

O economista explicou que o acirramento da crise dos mercados internacionais levou a um recuo nos investimentos em commodities, como as agrícolas, que estão subindo menos ou até em queda, no exterior. Isso acabou por puxar para baixo o preço da soja no Brasil, assim como os de outras commodities. É o caso das quedas registradas nos preços de milho (-5,80%) e de café (-2,13%), por exemplo. “Mas o peso da soja é muito maior (no cálculo do IGP-10) e acabou por influenciar mais a desaceleração da inflação no atacado”, afirmou.

Outro fator que ajudou a reduzir a taxa do IGP-10 em novembro foi o comportamento dos preços siderúrgicos no atacado, que estão subindo menos (de 0,55% para 0,24%). O economista lembrou que, assim como as commodities agrícolas, o preço do aço também está em baixa no mercado internacional, devido à perspectiva de desaquecimento, que pode se acentuar no ano que vem, tendo em vista a atual crise dos mercados internacionais. Isso também ajudou a diminuir a inflação do setor atacadista, que passou de 0,98% para 0,81%, de outubro para novembro.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS