Campo Grande 00:00:00 Sexta-feira, 19 de Julho de 2024


Rural Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 18:32 - A | A

Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 18h:32 - A | A

Agro nas escolas

Agrinho completa 10 anos com atuação em mais de 600 escolas de Mato Grosso do Sul

Programa hoje faz parte de algumas escolas indígenas e também de Apaes

Juliana Rezende
Capital News

Divulgação/Agrinho

Agrinho completa 10 anos com atuação em mais de 600 escolas de Mato Grosso do Sul

Programa completa 10 anos em 2024 e celebra a adesão de mais escolas ao projeto

Este ano, o Programa Agrinho, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS), celebra 10 anos com adesão recorde em 2024 de 602 escolas de Mato Grosso do Sul. O projeto está presente em 79 municípios do Estado e é considerado o maior programa de responsabilidade social da instituição. O objetivo do Agrinho é despertar a consciência de cidadania nas crianças e jovens em fase escolar, tendo a Ética e a Sustentabilidade como linhas condutoras de abordagem.

“O Agrinho é um grande programa do Senar/MS que leva a realidade da vida do campo às escolas da cidade, mostrando todo o trabalho que o produtor rural desenvolve para produzir alimentos que chegam à mesa dos consumidores no Brasil e no mundo, com as nossas exportações”, comenta o presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni.

Além de ter sido aderido nas escolas de ensino convencional, o programa também foi abraçado pelas instituições de educação especial como as Apaes (Associação de Pais e Amigos dos Expecionais), que passou de duas, em 2023, para oito somente este ano. Unidades de ensino indígenas também incluíram o programa na rotina, tendo aumentado em 54% das adesões em 2024.

Entre as 602 escolas participantes, 163 são estaduais, 187 municipais, 128 municipais rurais, 24 indígenas, uma federal e 71 particulares, totalizando 17.141 professores e 194.817 alunos que trabalharão com o tema “Semeando educação, colhendo cidadania” nas categorias Desenho, Redação (fábula, poema, carta e conto), Paródia, Podcast, Reportagem, Experiência Pedagógica e Escola Agrinho.

Agora, os instrutores do programa iniciarão a segunda etapa, orientando as escolas na utilização do material didático, garantindo que todos os alunos possam se beneficiar dos recursos educacionais oferecidos.

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS