Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 15 de Agosto de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Terça-Feira, 07 de Junho de 2022, 13h:53
Tamanho do texto A - A+

Fábio Trad solicita entrada da PF e PGR no caso de ameaças a jornalistas

Profissionais do Congresso em Foco viraram alvo após reportagem sobre produtores de fake news

Rogério Vidmantas
Capital News

Agência Câmara

Fábio Trad

Fábio Trad diz que jornalismo não pode ficar a mercê de delinquentes que manipulam fatos e se escondem no anonimato

O deputado federal Fábio Trad (PSD-MS) solicitou que “providências enérgicas” sejam tomadas pelas autoridades após os jornalistas Lucas Neiva e Vanessa Lippelt, do site especializo em política, Congresso em Foco, teriam sofrido, entre outras tentativas de intimidação, ameaçados de morte. As ameaças foram denunciadas ao Ministério da Justiça, ao qual está vinculada a Polícia Federal, à Procuradoria-Geral da República e à Comissão de Direitos Humanos da Câmara. 

 

O parlamentar sul-mato-grossense enviou ofício ao procurador-geral Augusto Aras e ao deputado Orlando Silva (PCdoB-SP). “Diante das graves e inaceitáveis ameaças à liberdade de imprensa, sofridas pelo jornalista Lucas Neiva e por Vanessa Lippelt, é imperativo a adoção de medidas administrativas e judiciais cabíveis para apuração e identificação dos autores dos fatos imputados e reportados pela matéria, no sentido de que providências enérgicas sejam adotadas pelas autoridades competentes, para combater com veemência os disseminadores do ódio, da fake news, da violência, da desinformação entre tantas outras mazelas cometidas com o escudo do anonimato”, defende Trad.

 

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) informou que pedirá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que investigue o caso. “O jornalismo brasileiro não pode ficar à mercê de delinquentes covardes que manipulam fatos e se escondem no anonimato para mentir impunemente”, disse Fábio Trad.

 

Em email dirigido a Vanessa e à redação, um dos criminosos ameaçou a editora de morte e estupro, citou o endereço e o CPF dela e anexou a foto de uma arma. As ameaças também foram estendidas à família da jornalista.

 

“Eu vou te matar, sua vagabunda. Vou enfiar meu pau nesse bumbum guloso, de um jeito ou de outro. Achei quatro falhas em criptografias militares, infinitamente dez vezes mais fortes que a do Pentágono. Eu já tenho seus dados e os dados de toda sua família. Viajarei até sua casa com a arma que estou enviando a foto em anexo, tenho 200 balas, assim fazer a festa no seu cafofo e provavelmente morrer em um belo confronto com a polícia depois de estuprar você e todas as crianças presentes.”

 

Fórum de Fake News

 

Lucas e Vanessa viraram alvo das ameaças após o Congresso em Foco publicar, no sábado (4), reportagem sobre as táticas do 1500chan, um fórum anônimo, para produzir fake news em favor do presidente Jair Bolsonaro (PL). Autor da matéria, Lucas foi o primeiro a ser ameaçado. Os dois jornalistas, assim como familiares, também tiveram dados pessoais vazados na plataforma.

 

Entre outras revelações, a reportagem de Lucas mostra como um usuário do fórum oferece pagamento com criptomoedas por conteúdos eleitorais em favor do presidente que repercutissem na internet. Vanessa teve seu nome identificado pelo 1500chan por já ter feito matéria sobre o fórum anônimo.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix