Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Junho de 2022 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 24 de Maio de 2022, 13h:02
Tamanho do texto A - A+

Morta na frente dos filhos com tiro na cabeça implorou pela vida, diz polícia

O assassino foi preso tentando fugir em um táxi

Laura Holsback
Capital News

Divulgação/PC

Morta na frente dos filhos com tiro na cabeça implorou pela vida, diz polícia

Diogo foi preso em ação conjunta entre o Grupo de Operações e Investigações (GOI) e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE)

 

Diogo Cardoso de Souza, 28 anos, foi preso nesta segunda-feira (23), horas depois de ter assassinado a esposa Erica Miranda Souza, de 27 anos, com tiro de espingarda na cabeça, na frente dos filhos dela. O crime foi cometido na noite de domingo (23), em uma propriedade rural de Terenos, mas somente na manhã seguinte chegou ao conhecimento da polícia. 

 

Sem apontar o motivo, nota da Polícia Civil diz que Erica pediu perdão ao marido e implorou para que não fosse morta, contudo o homem desprezou o apelo. O feminicídio foi praticado na presença dos dois filhos dela, de dois e nove anos. As crianças ainda foram obrigadas pelo padrasto a dormir junto ao corpo e o mais velho orientado a pedir ajuda somente no outro dia cedo. 

 

Quando policiais chegaram à casa encontraram o menino de dois anos dormindo abraçado à mãe, morta. 

 

Segundo a Polícia Civil, Diogo tentava fugir para Minas Gerais. Ele foi preso em ação conjunta entre o Grupo de Operações e Investigações (GOI) e a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) em um táxi, em Paranaíba.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix