Campo Grande Segunda-feira, 27 de Maio de 2024


Interior Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008, 10:18 - A | A

Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008, 10h:18 - A | A

HU de Dourados passará a ser hospital-escola da UFGD

Da redação (LM)

Os trabalhos de transição do Hospital Universitário (HU) para a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), seguem em ritmo acelerado. A transferência definitiva acontece em 31 dezembro, quando o HU passa a ser hospital-escola.

A transferência do gerenciamento do hospital é tida como a principal solução para a crise financeira enfrentada pelo HU desde que foi fundado, mas que se agravou nos últimos dois anos. O orçamento federal a ser repassado para o HU é na ordem de R$ 29 milhões.

Os últimos detalhes para a transição estão sendo definidos em reuniões entre a reitoria da UFGD, prefeitura e corpo técnico do hospital.
Segundo a superintendente administrativa do HU, Dinaci Marques Ranzi, não deverá haver mudanças no trabalho do HU após a transferência de gerenciamento para a UFGD, pelo menos no começo.

Um dos detalhes mais importantes é definir a situação dos 433 funcionários contratados, já que a UFGD não terá tempo hábil para realizar um concurso público antes de assumir o gerenciamento, no final de dezembro.

Segundo a superintendente, é possível que seja feito um acordo para alongar o contrato de trabalho entre a UFGD e o Ministério Público do Trabalho, a exemplo do que foi feito em 2007, quando o Hospital Evangélico se descredenciou do Sistema Único de Saúde (SUS). Naquela ocasião, muitos funcionários demitidos pelo HE foram contratados pelo município para atuarem nos hospitais de Urgência e Trauma, da Mulher e no HU.

No total, entre concursados e contratados, existem 499 funcionários. "Com certeza essa questão está sendo tratada com muita responsabilidade pelo reitor da UFGD, pois o HU não poderá ficar sem funcionários em 1º de janeiro", ressaltou Dinaci.

O Sindicato de Empregados em Estabelecimento de Saúde de Dourados informou que não foi convidado para nenhuma reunião com a UFGD para opinar sobre a situação dos funcionários. O tesoureiro da entidade, Elder Soares, disse que até o final da semana que vem o sindicato pretende se reunir com os funcionários contratados para se inteirar da real situação.

Em setembro, a UFGD recebeu a escritura definitiva da área onde está instalado o HU, com 6 hectares e 12.178 metros quadrados, que pertencia a Sociedade Douradense de Beneficência (Sodoben) e onde foi construído o HU. Com isso foi possível concluir a elaboração da proposta orçamentária para o gerenciamento do Hospital Universitário. (Dourados Agora)

Comente esta notícia


Reportagem Especial LEIA MAIS